SALVADOR @Capital tem programação especial durante 12ª Primavera dos Museus - Observador Independente

BAHIA

13 de agosto de 2018

SALVADOR @Capital tem programação especial durante 12ª Primavera dos Museus

Crédito da Foto: Jefferson Peixoto/Secom PMS



Palestras, bate-papos e exposições estão entre os eventos culturais que Salvador irá sediar durante a 12ª Primavera dos Museus, evento nacional organizado pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), que acontece anualmente no início da estação homônima, para convidar museus brasileiros para desenvolverem uma programação especial para o período. O evento ocorre em todo o país, de 17 a 23 de setembro.

No espaço Carybé de Artes, localizado no Forte São Diogo, na Barra, acontece a palestra Relatos de Vivências com Mediação Cultural para Surdos, na sexta-feira (21/9), às 16h. Quem irá falar sobre o assunto são Lucas Alves, pedagogo, artista visual e arte educador na Casa Libra Mais, e Eurides Nascimento, psicopedagoga, especialista em educação inclusiva e Libras. A inscrição deve ser feita no local, a partir das 14h. Durante os outros dias do festival, o espaço Carybé de Artes exibe projeções mapeadas na fachada do Forte de São Diogo, sempre das 18h às 19h.

Já no espaço Pierre Verger da Fotografia Baiana, localizado no Forte de Santa Maria, também na Barra, acontece o Fotograma e conversa com o Fotógrafo Tacunlecy, com o tema Educação em Museus, no sábado (22/9), às 15h30. Tacunlecy é baiano, de Salvador, fotógrafo profissional desde 2009, quando começou a documentar comunidades de artesãos da Bahia para o Instituto de Artesanato Visconde de Mauá.

Desde então, desenvolve pesquisas e documentações fotográficas sobre as culturas afro-brasileiras, sendo os Candomblés Jeje-Nagô do Recôncavo Baiano e as Comunidades Remanescentes de Quilombos, os seus principais focos. A inscrição para a conversa com Tacunlecy deve ser feita no local, a partir das 14h. Durante os outros dias do festival, serão exibidas projeções mapeadas na fachada do Forte de Santa Maria.

Os dois espaços não funcionam às terças-feiras, e é aberto gratuitamente ao público às quartas-feiras. No resto da semana, é cobrada uma taxa de R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia), que serve como entrada para os espaços Carybé de Artes e Pierre Verger da Fotografia Baiana.

Casa do Rio Vermelho – O Memorial Casa do Rio Vermelho – Jorge Amado e Zélia Gattai, localizado na Rua Alagoinhas, também integra a programação da 12ª Primavera dos Museus. Acontece até o dia 30 de setembro, das 10h às 17h, a Exposição temporária Celebrando a Educação em Museus. Serão expostos trabalhos escolares de crianças que participaram de visitas ao Memorial a Casa do Rio Vermelho.

Nos dias 22 e 23 de setembro, às 10h e 14h, ocorre uma visita guiada para professores e educadores, com agendamento prévio (limite de 20 participantes por visita). Também no dia 23, acontece uma mesa redonda com a arte educadora Francine Cotrim e Tatiana Garcez, gestora da Escola Vila Criar, sobre a importância da cultura como facilitador do processo educacional e das mudanças de paradigma da educação moderna, tendo como mediadora Maria João Amado. A casa não funciona às segundas-feiras, e é aberta gratuitamente ao público às quartas-feiras. No resto da semana, é cobrada uma taxa de R$ 20 (inteira), ou R$ 10 (meia).

AVISO LEGAL

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Observador Independente.

É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros.

O Observador Independente pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso, conforme regra estipulada em sua Política de Privacidade.

VOCÊ e mais 12 mil pessoas estão recebendo está matéria via whatsapp por que tem algum contato com umas das nossas três redações. Se não quiser mais receber os alertas, por favor, nos informe.

Paginas