SALVADOR @ Começa verificação anual de taxímetros em Salvador; prazo vai até dezembro - Observador Independente

BAHIA

15 de agosto de 2018

SALVADOR @ Começa verificação anual de taxímetros em Salvador; prazo vai até dezembro

Verificação de taxímetros deve ser feita até o dia 5 de dezembro (Foto: Ibametro/ Divulgação)



O Instituto Baiano de Metrologia e Qualidade (Ibametro) começou a fazer a verificação anual dos taxímetros dos tranportes que circulam em Salvador. Conforme o órgão, o serviço foi iniciado na terça-feira (14). Os donos de táxis têm até o dia 5 de dezembro para levar os veículos para a verificação, que obrigatória.

A frota de táxi na capital baiana é de 7,3 mil veículos. A expectativa é que todos eles tenham o taxímetro, equipamento que dá o valor da corrida, verificado até o final do prazo.

O serviço é feito na Getax, no Vale dos Barris, das 7h30 às 11h30 e de 13h às 16h30. Uma tabela divulgada no Diário Oficial do Estado (DOE) estabelece a data de comparecimento de cada veículo à Getax, tendo como base no número do alvará. O atendimento é feito mediante agendamento, que deve ser realizado no site do Ibametro.

Candeias

A verificação do taxímetro também será realizada na cidade de Candeias, na região metropolitana de Salvador. O serviço será feito entre 21 de agosto e 5 de setembro. Aproximadamente 450 veículos devem ser verificados.

O procedimento também será feito via agendamento pelo portal do Ibametro. O local para comparecimento é a Rua Niterói, n 40, bairro Pitanga.

Documentação necessária

O Ibametro ressalta que os taxistas devem apresentar o último certificado de verificação do taxímetro e o selo de gás natural veicular, que deverá estar devidamente preenchido.

O não cumprimento ou falta de justificativa até a data marcada, causará em aplicação de penalidades previstas na legislação em vigor.

Caso o usuário do serviço desconfie de alguma irregularidade em veículos táxis, deve denunciar ao Disque Ibametro pelo telefone 0800-0711888.

AVISO LEGAL

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Observador Independente.

É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros.

O Observador Independente pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso, conforme regra estipulada em sua Política de Privacidade.

VOCÊ e mais 12 mil pessoas estão recebendo está matéria via whatsapp por que tem algum contato com umas das nossas três redações. Se não quiser mais receber os alertas, por favor, nos informe.

Paginas