SALVADOR @ Começa verificação anual de taxímetros em Salvador; prazo vai até dezembro - Observador Independente

BAHIA

15 de agosto de 2018

SALVADOR @ Começa verificação anual de taxímetros em Salvador; prazo vai até dezembro

Verificação de taxímetros deve ser feita até o dia 5 de dezembro (Foto: Ibametro/ Divulgação)



O Instituto Baiano de Metrologia e Qualidade (Ibametro) começou a fazer a verificação anual dos taxímetros dos tranportes que circulam em Salvador. Conforme o órgão, o serviço foi iniciado na terça-feira (14). Os donos de táxis têm até o dia 5 de dezembro para levar os veículos para a verificação, que obrigatória.

A frota de táxi na capital baiana é de 7,3 mil veículos. A expectativa é que todos eles tenham o taxímetro, equipamento que dá o valor da corrida, verificado até o final do prazo.

O serviço é feito na Getax, no Vale dos Barris, das 7h30 às 11h30 e de 13h às 16h30. Uma tabela divulgada no Diário Oficial do Estado (DOE) estabelece a data de comparecimento de cada veículo à Getax, tendo como base no número do alvará. O atendimento é feito mediante agendamento, que deve ser realizado no site do Ibametro.

Candeias

A verificação do taxímetro também será realizada na cidade de Candeias, na região metropolitana de Salvador. O serviço será feito entre 21 de agosto e 5 de setembro. Aproximadamente 450 veículos devem ser verificados.

O procedimento também será feito via agendamento pelo portal do Ibametro. O local para comparecimento é a Rua Niterói, n 40, bairro Pitanga.

Documentação necessária

O Ibametro ressalta que os taxistas devem apresentar o último certificado de verificação do taxímetro e o selo de gás natural veicular, que deverá estar devidamente preenchido.

O não cumprimento ou falta de justificativa até a data marcada, causará em aplicação de penalidades previstas na legislação em vigor.

Caso o usuário do serviço desconfie de alguma irregularidade em veículos táxis, deve denunciar ao Disque Ibametro pelo telefone 0800-0711888.
AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Observador Independente.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Observador Independente pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.

Paginas