SALVADOR @ Defesa entra com recurso contra decisão que anulou júri de Kátia Vargas - Observador Independente

BAHIA

31 de agosto de 2018

SALVADOR @ Defesa entra com recurso contra decisão que anulou júri de Kátia Vargas

No recurso, defesa pede que o caso seja analisado novamente - Foto: Varela Notícias




Depois da anulação do júri popular que absolveu a médica Kátia Vargas da acusação de ter provocado a morte dos irmãos Emanuel, 21 anos, e Emanuelle, 23, após uma briga de trânsito, a defesa da acusada entrou com um recurso contra a decisão, na quinta-feira (30). O júri inocentou a oftalmologista das acusações, no entanto, desembargadores da 2ª Turma da Câmara Criminal do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) anularam a decisão.

Em 16 de agosto, dois dos três desembargadores, José Alfredo Cerqueira e João Bosco de Oliveira, votaram a favor da anulação. O desembargador Mário Alberto Hirs, responsável pelo pedido de vista que suspendeu o julgamento em 2 de agosto, votou contra.

No novo recurso, a defesa da médica pede que o mérito passe por uma nova análise. Agora, o caso volta a ser analisado, mas passará por uma comissão formada por 20 desembargadores na Seção Criminal do TJ-BA. A previsão é que a acusação seja intimada nos próximos dias para se manifestar nos autos. O julgamento ainda não foi marcado.

O acidente aconteceu no bairro de Ondina, em 2013, após uma briga de trânsito, que culminou na morte dos irmãos Emanuel e Emanuelle. A oftalmologista foi absolvida das acusações durante um júri popular realizado no Fórum Ruy Barbosa, em Salvador, em dezembro do ano passado.


varelanotícias

AVISO LEGAL

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Observador Independente.

É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros.

O Observador Independente pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso, conforme regra estipulada em sua Política de Privacidade.

VOCÊ e mais 12 mil pessoas estão recebendo está matéria via whatsapp por que tem algum contato com umas das nossas três redações. Se não quiser mais receber os alertas, por favor, nos informe.

Paginas