SALVADOR @ Ex-chefe do tráfico no Rio de Janeiro, advogado é preso na Bahia após levar suspeito de roubo a delegacia - Observador Independente

BAHIA

2 de agosto de 2018

SALVADOR @ Ex-chefe do tráfico no Rio de Janeiro, advogado é preso na Bahia após levar suspeito de roubo a delegacia

Anderson abriu um restaurante no Pelourinho, Centro Histórico de Salvador 
(Foto: Reprodução/ TV Bahia)



Anderson Luiz Moreira da Costa também é empresário e morava em Salvador há 12 anos. Ele tem um restaurante no Pelourinho. Polícia acredita que ele deixou o crime, mas recomeçou a vida na Bahia com dinheiro que ganhou do tráfico.

Do G1/Bahia

Um empresário foi preso em Salvador, na noite de quarta-feira (1º), no próprio restaurante, no Pelourinho, Centro Histórico da cidade. Ele tinha três mandados de prisão em aberto por ter comandado o tráfico de drogas no Morro da Serrinha, em Madureira (RJ), entre o final da década de 1990 e início dos anos 2000.

Na época, Anderson Luiz Moreira da Costa fugiu da justiça carioca e veio para a capital baiana, onde, segundo informou à polícia, recomeçou a vida fora do tráfico. Ele estava na cidade há 12 anos e se formou em direito. Anderson tinha três mandados de prisão em aberto e foi levado para o Rio de Janeiro na manhã desta quinta (2), onde deve ficar preso.

Usando identidade falsa, com o nome de Adson Moreira de Menezes, Anderson passou na prova da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e chegou a ser aprovado em uma seleção para atuar como estagiário em uma penitenciária de Salvador. Ele terminaria uma pós-graduação em Ciências Criminais em 2019.

Além disso, ele abriu um restaurante no Pelourinho, onde foi preso. Anderson tinha também uma loja de instrumentos musicais e outra de peças de motos, na capital baiana.

“Acredita-se que ele se desligou do tráfico. Entretanto, o valor arrecadado com a venda ilegal de drogas, com certeza, foi o que deu o pontapé para ele recomeçar uma vida na Bahia como empresário, já que ele possui três estabelecimentos comerciais”, disse a delegada Raíssa Celles, titular da 77ª DP (Icaraí - RJ).

Anderson ficou na mira da polícia após conduzir um homem até uma delegacia de Salvador. Na ocasião, ele presenciou um furto e levou o suspeito detido. A identidade falsa dele foi descoberta a partir de impressões digitais colhidas na delegacia. Segundo a polícia, além da acusação de tráfico de drogas, Anderson tinham passagem por latrocínio e porte ilegal de arma.

"Em uma oportunidade, ele conduziu um preso até uma delegacia em Salvador, se apresentando como advogado. Ele narra que presenciou um furto e correu atrás de um meliante, conseguiu capturá-lo, e chegou à delegacia como advogado e condutor de uma prisão em flagrante", conta a delegada.
Anderson abriu um restaurante no Pelourinho, Centro Histórico de Salvador 
(Foto: Reprodução/ TV Bahia)
Anderson morava na capital baiana há 12 anos (Foto: Reprodução/ TV Bahia)

AVISO LEGAL

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Observador Independente.

É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros.

O Observador Independente pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso, conforme regra estipulada em sua Política de Privacidade.

VOCÊ e mais 12 mil pessoas estão recebendo está matéria via whatsapp por que tem algum contato com umas das nossas três redações. Se não quiser mais receber os alertas, por favor, nos informe.

Paginas