SALVADOR @ Família faz campanha para menino de 5 anos que precisa de transplante de medula óssea - Observador Independente

BAHIA

29 de agosto de 2018

SALVADOR @ Família faz campanha para menino de 5 anos que precisa de transplante de medula óssea

Crédito da foto Arquivo Pessoal




A família de Nadyson Abraão Souza Lima Bispo, de 5 anos, diagnosticado com aplasia medular, criou uma campanha para incentivar a doação de medula óssea para o garoto. 

Nadson Jair, pai da criança, informou que o filho foi diagnosticado com a doença há cerca de três meses. Ele chegou a ficar 45 dias internado no Hospital das Clínicas, em Salvador, e recebeu alta após passar por um tratamento. No entanto, na última sexta-feira (24), o garoto voltou a ser hospitalizado e também recebeu o disgnóstico de pneumonia. 

Ainda segundo o pai de Nadyson, o menino passou por duas cirurgias, uma na sexta (24) e outra na terça (28), e o estado de saúde, atualmente, é considerado grave.

Doação

Para se tornar doador de médula é necessário ter entre 18 e 55 anos e estar em bom estado de saúde. O interessado deve se dirigir a um dos hemocentros da Fundação de Hematoligia e Hemoterapia do Estado da Bahia (Hemoba), fazer a coleta do sangue e se cadastrar.

Após cruzamento com dados de Nadyson, se houver compatibilidade, o doador será chamado para confirmar a doação. 

Veja abaixo onde doar:

Hemocentro Coordenador (Complexo HGE, Hemoba e Cican) - Ladeira do Hospital Geral S/N Brotas, 2º andar. Funcionamento: Seg a Sex - 07h30 às 18h30; Sáb - 07h30 às 12h30

UC Hemoba do hospital Santo Antônio / Obras Sociais Irmã Dulce (Osid) - Av. Bonfim, 161 – Largo de Roma. Funcionamento: Seg a Sex, 07h 10 às 11h 30 / 13h às 16h

UC Hemoba - Hospital do Subúrbio - Rua das Pedrinhas, S/Nº, Periperi, SSA/BA. Funcionamento: Seg a Sex - 7h 30 às 12h / 13h às 16h30

UC Hemoba do SAC Cajazeiras - Salvador - Estrada do Coqueiro Grande, s/n - Cajazeiras. Funcionamento: Segunda a sexta-feira - 7h30 às 15h


Diego Vieira-BocãoNews

AVISO LEGAL

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Observador Independente.

É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros.

O Observador Independente pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso, conforme regra estipulada em sua Política de Privacidade.

VOCÊ e mais 12 mil pessoas estão recebendo está matéria via whatsapp por que tem algum contato com umas das nossas três redações. Se não quiser mais receber os alertas, por favor, nos informe.

Paginas