SALVADOR @ Neto rebate Rui sobre conflito com APLB: ‘Guarda Municipal não colocou fuzil nenhum’ - Observador Independente

BAHIA

17 de agosto de 2018

SALVADOR @ Neto rebate Rui sobre conflito com APLB: ‘Guarda Municipal não colocou fuzil nenhum’

Prefeito disse ainda que governador tem ‘paixão e obsessão’ por ele: “Só ele para explicar o que sente por mim” // Foto : Tácio Moreira/Metropress



O prefeito ACM Neto (DEM) criticou a participação do governador Rui Costa (PT) no debate da TV Bandeirantes com os candidatos ao Governo da Bahia e negou a acusação do petista a respeito do uso de armas pela Guarda Municipal contra professores da rede municipal de ensino em Salvador. 

Durante o programa, o chefe do Executivo estadual atacou o candidato democrata José Ronaldo sobre os protestos da categoria, que esteve em greve até a semana passada. “O povo da Bahia tem orgulho de ver um governo que funciona e que não bota fuzil no rosto de professora, como o seu partido faz”, disse Rui. 

Em entrevista ao site Metro1 após o embate, Neto negou o uso de armas pela GM e afirmou que o caso está em investigação interna. 
Nem a gente põe fuzil. Eu acho que ele vive em outra cidade. A Guarda Municipal não colocou fuzil nenhum. O episódio está sendo apurado, já disse isso. Aquilo não era um fuzil. O governador deve acordar e deixar de ter tanta paixão e obsessão por mim. Imaginei que, quando eu decidisse não ser candidato, essa coisa do Rui Costa comigo ia parar. Mas não para, é um negócio inacreditável. Acho que ele continua morrendo de não sei o quê, só ele para explicar o que ele sente por mim, 
declarou o prefeito.

O democrata ainda acusou Rui de ser “evasivo” no debate. “Ele foge dos problemas da Bahia, que são de responsabilidade dele e de seu grupo, tenta atribuir isso a problemas nacionais. Para mim está muito claro. A Bahia precisa de um governador que chame a responsabilidade para si, que tenha coragem de encarar os problemas e não fique responsabilizando os outros”, finalizou.

AVISO LEGAL

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Observador Independente.

É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros.

O Observador Independente pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso, conforme regra estipulada em sua Política de Privacidade.

VOCÊ e mais 12 mil pessoas estão recebendo está matéria via whatsapp por que tem algum contato com umas das nossas três redações. Se não quiser mais receber os alertas, por favor, nos informe.

Paginas