SALVADOR @ Polícia desarticula quadrilha que roubou joalheria em shopping - Observador Independente

BAHIA

17 de agosto de 2018

SALVADOR @ Polícia desarticula quadrilha que roubou joalheria em shopping

Crédito da foto: Alberto Maraux/SSP




Parte da quadrilha internacional que roubou uma joalheria no shopping Barra, em Salvador, foi presa pelo Departamento de Crimes Contra o Patrimônio (DCCP) da Polícia Civil. O crime correu no 7 de agosto e peças da loja Joyah foram levadas. A ação foi registrada por câmeras de segurança do centro de compras. 

Os autores do crime, Claudia Patrícia Barona Pajar e os irmãos Paco Gustavo Ortiz Aguierre e Jefferson Geovanny Ortiz Gonzalez, foram capturados em São Paulo por delegados e investigadores baianos e apresentados na manhã desta sexta-feira (17).

Após o furto, equipes do DCCP iniciaram as ações de inteligência. Com a divulgação das imagens, o funcionário de um hotel, no bairro de Itapuã, entrou em contato com a polícia e informou que cinco pessoas com as mesmas características ficaram hospedadas, naquele estabelecimento.

Quando os policiais civis entraram no apartamento encontraram, no lixo, comprovantes de pagamentos em débito e crédito e ouviram do funcionário que os hóspedes não falavam português. Diante disso, uma das equipes foi até o Aeroporto Internacional de Salvador e conseguiu imagens do embarque do quinteto para São Paulo.
Crédito da foto: Alberto Maraux/SSP



"O grupo ficou dez dias em Salvador escolhendo qual seria a joalheria mais vulnerável. Eles ficaram dentro do shopping, após o fechamento, e arrombaram a joalheria. Em seis minutos eles praticaram o crime e saíram misturados a outros funcionários", contou o diretor do DCCP, Élvio Brandão.

Atuação internacional

O também delegado do DCCP, Adaílton Adan, acrescentou que o grupo tinha passagens na Colômbia e em São Paulo por outros furtos e se preparava para atacar joalherias em outros estados. "O Paco tinha mandado em aberto, no seu país de origem, e condenação de 27 anos pelas mesma prática criminosa. Estamos diante de um grupo com atuações em diversos países", completou.
Crédito da foto: Alberto Maraux/Polícia Civil



O policial civil informou ainda que o marido de Cláudia cumpre pena, na Tailândia, também por arrombamentos. "Foi um grande trabalho conjunto, com apoios imprescindíveis das polícias Civil de São Paulo, Federal e da Superintendência de Inteligência da SSP", destacou.

Nos bairros da Sé, Jardim das Acácias e Liberade, onde os colombianos moravam, na capital paulista, as equipes do DCCP recuperaram parte das jóias furtadas, os equipamentos usados no arrombamento, as roupas utilizadas e boletos com valores adquiridos com as vendas dos materiais.

Os também colombianos Yady Paola Ibanez Moreno e Jhon Andres Gonzalez, integrantes da mesma quadrilha, estão foragidos e seguem sendo procurados. 

Os delegados Delmar Araújo e Glória Isabel, também responsáveis pela investigação, participaram da coletiva.

AVISO LEGAL

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Observador Independente.

É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros.

O Observador Independente pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso, conforme regra estipulada em sua Política de Privacidade.

VOCÊ e mais 12 mil pessoas estão recebendo está matéria via whatsapp por que tem algum contato com umas das nossas três redações. Se não quiser mais receber os alertas, por favor, nos informe.

Paginas