SALVADOR @ Polícia desarticula quadrilha que roubou joalheria em shopping - Observador Independente

BAHIA

17 de agosto de 2018

SALVADOR @ Polícia desarticula quadrilha que roubou joalheria em shopping

Crédito da foto: Alberto Maraux/SSP




Parte da quadrilha internacional que roubou uma joalheria no shopping Barra, em Salvador, foi presa pelo Departamento de Crimes Contra o Patrimônio (DCCP) da Polícia Civil. O crime correu no 7 de agosto e peças da loja Joyah foram levadas. A ação foi registrada por câmeras de segurança do centro de compras. 

Os autores do crime, Claudia Patrícia Barona Pajar e os irmãos Paco Gustavo Ortiz Aguierre e Jefferson Geovanny Ortiz Gonzalez, foram capturados em São Paulo por delegados e investigadores baianos e apresentados na manhã desta sexta-feira (17).

Após o furto, equipes do DCCP iniciaram as ações de inteligência. Com a divulgação das imagens, o funcionário de um hotel, no bairro de Itapuã, entrou em contato com a polícia e informou que cinco pessoas com as mesmas características ficaram hospedadas, naquele estabelecimento.

Quando os policiais civis entraram no apartamento encontraram, no lixo, comprovantes de pagamentos em débito e crédito e ouviram do funcionário que os hóspedes não falavam português. Diante disso, uma das equipes foi até o Aeroporto Internacional de Salvador e conseguiu imagens do embarque do quinteto para São Paulo.
Crédito da foto: Alberto Maraux/SSP



"O grupo ficou dez dias em Salvador escolhendo qual seria a joalheria mais vulnerável. Eles ficaram dentro do shopping, após o fechamento, e arrombaram a joalheria. Em seis minutos eles praticaram o crime e saíram misturados a outros funcionários", contou o diretor do DCCP, Élvio Brandão.

Atuação internacional

O também delegado do DCCP, Adaílton Adan, acrescentou que o grupo tinha passagens na Colômbia e em São Paulo por outros furtos e se preparava para atacar joalherias em outros estados. "O Paco tinha mandado em aberto, no seu país de origem, e condenação de 27 anos pelas mesma prática criminosa. Estamos diante de um grupo com atuações em diversos países", completou.
Crédito da foto: Alberto Maraux/Polícia Civil



O policial civil informou ainda que o marido de Cláudia cumpre pena, na Tailândia, também por arrombamentos. "Foi um grande trabalho conjunto, com apoios imprescindíveis das polícias Civil de São Paulo, Federal e da Superintendência de Inteligência da SSP", destacou.

Nos bairros da Sé, Jardim das Acácias e Liberade, onde os colombianos moravam, na capital paulista, as equipes do DCCP recuperaram parte das jóias furtadas, os equipamentos usados no arrombamento, as roupas utilizadas e boletos com valores adquiridos com as vendas dos materiais.

Os também colombianos Yady Paola Ibanez Moreno e Jhon Andres Gonzalez, integrantes da mesma quadrilha, estão foragidos e seguem sendo procurados. 

Os delegados Delmar Araújo e Glória Isabel, também responsáveis pela investigação, participaram da coletiva.
AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Observador Independente.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Observador Independente pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.

Paginas