SALVADOR @ Requalificação traz de volta paralelepípedos e trilhos de bondes da tradicional Rua Chile - Observador Independente

BAHIA

31 de agosto de 2018

SALVADOR @ Requalificação traz de volta paralelepípedos e trilhos de bondes da tradicional Rua Chile

Crédito da Foto: Divulgação




A Rua Chile, tradicional vna capital baiana, passa por obras que integram o projeto ‘Pelas Ruas do Centro Antigo de Salvador’, desenvolvido pelo Governo do Estado. Está prevista a requalificação de 330 metros da via. Entre as mudanças, a substituição do asfalto por paralelepípedo e a exposição dos trilhos dos antigos bondes que percorriam no local.

Para realizar as intervenções, na região considerada Patrimônio da Humanidade e tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), uma equipe de arqueólogos acompanha as escavações e treina os operários para que identifiquem fragmentos arqueológicos do período de fundação da via, ocorrida em 1549.

O projeto de revitalização inclui reformas de infraestrutura urbana com melhorias na acessibilidade, nova pavimentação em paralelepípedo e rebaixamento da fiação aérea. O superintendente de planejamento da Diretoria do Centro Antigo de Salvador (Dircas/Conder), Milton Melo, ressalta que a proposta é devolver as características originais da Rua Chile.
Foto: Divulgação / Fernando Vivas

“Por ser uma rua emblemática para Salvador, o interesse é justamente trazer para esta rua todo o aspecto de vida que ela tinha antes. Para isso, nossa obra contará com alargamento das calçadas com acessibilidade, retorno do piso em paralelepípedo e também iremos manter os trilhos do bonde no local original. Iremos promover ainda a limpeza visual, já que os emaranhados de fios deixarão de existir neste trecho”, explica Melo.

Segundo o arqueólogo Cláudio Silva, na Rua Chile ficou localizado o portão de entrada da então ‘Fortaleza de Salvador’. 
Iniciamos o trabalho de escavação e as camadas do solo vão contando a história da cidade desde a sua fundação. A gente está buscando essa história a partir dos extratos das camadas que foram se sobrepondo ao longo do tempo. Essa área tem uma importância grande pela historiografia porque é considerada a entrada da cidade. A nossa expectativa é encontrar vestígios que confirmem o fato de que nesta área ficou o portão de entrada de Salvador,
 explica.

Ainda de acordo com Milton Melo, a iluminação pública também será modificada com a instalação de luminárias de lâmpadas de LED. A realização do serviço está dividida em lotes para diminuir o impacto das obras na rotina de quem passa pelo local. “A ideia é que a obra flua de forma organizada, sem alterar o movimento, o comércio e os hotéis que já existem aqui”.

As obras na Rua Chile fazem parte do lote 2 do projeto ‘Pelas Ruas’, que compreende, além de 18 ruas do Centro Histórico, os bairros do Dois de Julho, Nazaré e Politeama. Ao todo, o projeto conta com investimento de R$ 124 milhões e deve requalificar mais de 280 ruas do Centro Antigo de Salvador.
AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Observador Independente.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Observador Independente pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.

Paginas