SALVADOR @ SOCIAL # Escritora baiana lança livro sobre o universo de mulheres detidas na penitenciária de Mata Escura - Observador Independente

BAHIA

17 de agosto de 2018

SALVADOR @ SOCIAL # Escritora baiana lança livro sobre o universo de mulheres detidas na penitenciária de Mata Escura

Crédito da foto // Reprodução



“A Terceira Pessoa Depois de Ninguém”, segundo livro de Emanuela Carvalho - autora de “Antes Feliz do que Mal Acompanhada”, traz relatos de mulheres que estão detidas no Conjunto Penal Feminino no Complexo Penitenciário da Mata Escura. A escuta das histórias, autorizada pela Superintendência de Ressocialização Sustentável, aconteceu entre os meses de janeiro e abril de 2017.

À autora não coube julgar os atos cometidos por essas mulheres. O objetivo foi ouvir a história de vida de cada uma delas, na tentativa de traçar uma linha do tempo que envolvesse o antes do crime, o durante a detenção e as perspectivas para o futuro, tudo isso num contexto de abandono e invisibilidade ao qual elas são destinadas assim que entram no presídio.

Os relatos são fortes, frutos de vivências sofridas, marcadas por ausências – seja do Estado ou da família, ou por excessos - da violência ou do poder do tráfico de drogas. São histórias que oportunizarão uma discussão importante a respeito do lugar reservado às mulheres, não só na sociedade, mas também dentro do cárcere.

Além das histórias contadas pelas detentas, há o relato da Diretora da Penitenciária sobre o trabalho proposto e executado no presídio e de um dos funcionários, que trabalha há mais de 15 anos no complexo. 

A autora também convida especialistas que apresentam opiniões sobre alguns dos relatos, oferecendo assim, a oportunidade de refletirmos sobre questões tão sensíveis como a invisibilidade, o abandono, o uso de drogas, o poder do tráfico, a maternidade no cárcere, as relações amorosas, entre outras. São eles: o psiquiatra Lucas Alves, a psicóloga Danuzia Lopes, o pedagogo Marcos Marcelo Ferreira, o advogado criminalista Carlos Magno Vieira e o delegado Artur Guimarães.

A apresentação do livro foi escrita pela Senadora Lídice da Mata. O prefácio é da professora da Faculdade de Educação da Universidade Federal da Bahia, Doutora Verônica Domingues. A orelha é do jornalista e escritor Ricardo Ishmael. A apresentação da autora fica por conta de Luana Trindade, publicitária e a quarta capa é de Marta Cury Maia, editora do Estadão, jornal para o qual Emanuela, a convite de Fausto Macedo, escreve artigos sobre os temas tratados em seus livros. O livro traz fotos de Elias Rosal sobre o cotidiano das detentas.

O livro teve seu primeiro lançamento na quarta-feira (15) no Conjunto Penal Feminino da Mata Escura, e terá um lançamento aberto ao público neste sábado (18), às 17h, no Restaurante Cais do Porto - Hotel Mercure Salvador Boulevard.


bocãonews

AVISO LEGAL

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Observador Independente.

É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros.

O Observador Independente pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso, conforme regra estipulada em sua Política de Privacidade.

VOCÊ e mais 12 mil pessoas estão recebendo está matéria via whatsapp por que tem algum contato com umas das nossas três redações. Se não quiser mais receber os alertas, por favor, nos informe.

Paginas