SALVADOR @ SOCIAL # Escritora baiana lança livro sobre o universo de mulheres detidas na penitenciária de Mata Escura - Observador Independente

BAHIA

17 de agosto de 2018

SALVADOR @ SOCIAL # Escritora baiana lança livro sobre o universo de mulheres detidas na penitenciária de Mata Escura

Crédito da foto // Reprodução



“A Terceira Pessoa Depois de Ninguém”, segundo livro de Emanuela Carvalho - autora de “Antes Feliz do que Mal Acompanhada”, traz relatos de mulheres que estão detidas no Conjunto Penal Feminino no Complexo Penitenciário da Mata Escura. A escuta das histórias, autorizada pela Superintendência de Ressocialização Sustentável, aconteceu entre os meses de janeiro e abril de 2017.

À autora não coube julgar os atos cometidos por essas mulheres. O objetivo foi ouvir a história de vida de cada uma delas, na tentativa de traçar uma linha do tempo que envolvesse o antes do crime, o durante a detenção e as perspectivas para o futuro, tudo isso num contexto de abandono e invisibilidade ao qual elas são destinadas assim que entram no presídio.

Os relatos são fortes, frutos de vivências sofridas, marcadas por ausências – seja do Estado ou da família, ou por excessos - da violência ou do poder do tráfico de drogas. São histórias que oportunizarão uma discussão importante a respeito do lugar reservado às mulheres, não só na sociedade, mas também dentro do cárcere.

Além das histórias contadas pelas detentas, há o relato da Diretora da Penitenciária sobre o trabalho proposto e executado no presídio e de um dos funcionários, que trabalha há mais de 15 anos no complexo. 

A autora também convida especialistas que apresentam opiniões sobre alguns dos relatos, oferecendo assim, a oportunidade de refletirmos sobre questões tão sensíveis como a invisibilidade, o abandono, o uso de drogas, o poder do tráfico, a maternidade no cárcere, as relações amorosas, entre outras. São eles: o psiquiatra Lucas Alves, a psicóloga Danuzia Lopes, o pedagogo Marcos Marcelo Ferreira, o advogado criminalista Carlos Magno Vieira e o delegado Artur Guimarães.

A apresentação do livro foi escrita pela Senadora Lídice da Mata. O prefácio é da professora da Faculdade de Educação da Universidade Federal da Bahia, Doutora Verônica Domingues. A orelha é do jornalista e escritor Ricardo Ishmael. A apresentação da autora fica por conta de Luana Trindade, publicitária e a quarta capa é de Marta Cury Maia, editora do Estadão, jornal para o qual Emanuela, a convite de Fausto Macedo, escreve artigos sobre os temas tratados em seus livros. O livro traz fotos de Elias Rosal sobre o cotidiano das detentas.

O livro teve seu primeiro lançamento na quarta-feira (15) no Conjunto Penal Feminino da Mata Escura, e terá um lançamento aberto ao público neste sábado (18), às 17h, no Restaurante Cais do Porto - Hotel Mercure Salvador Boulevard.


bocãonews
AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Observador Independente.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Observador Independente pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.

Paginas