SANTA LUZ @ Guarnições da Polícia Militar frustam assalto ao Banco do Brasil - Observador Independente

BAHIA

26 de agosto de 2018

SANTA LUZ @ Guarnições da Polícia Militar frustam assalto ao Banco do Brasil

Material que seria supostamente usado para arrombar o cofre | Foto: Divulgação PM




Os policias recuperaram equipamentos usados para arrombar o cofre e dois veículos, sendo um de luxo.

Guarnições da 5ª CIA/PM de Santaluz, 4ª Cia (Coité), Ceto do 16º Batalhão/Serrinha e Cipe Nordeste lograram êxito na madrugada deste domingo, 26, ao impedirem o arrombamento do Banco do Brasil da cidade de Santaluz, no Território do Sisal.
Veículo com restrição de roubo estava com
placa clonada | Foto: Divulgação PM

De acordo com a Polícia Militar, por volta de 01h40, a guarnição de Santaluz foi solicitada pela central de monitoramentos do Banco do Brasil que informou suspeita de invasão na parte interna do banco.

Os policiais deslocaram para verificar, onde visualizaram a corrente e o cadeado quebrados, porém os criminosos deixaram disfarçados parecendo intactos, momento em que iniciaram a incursão na agência e houve um primeiro disparo de arma de fogo por parte dos bandidos e os militares revidaram e os meliantes conseguiram fugir por dentro do Banco, frustando o assalto.

De acordo com os policiais, os assaltantes conseguiram furtar três revólveres dos vigilantes que estavam guardados, mas abandonaram um carro com restrição de roubo, um Jeep Renegade cor branca que utilizava uma placa clonada, dois cilindros, um martelete perfurador, 10 eletrodos industriais que estavam no interior do veículo. No interior da agência foram encontrados 20 eletrodos, esmerilhadeira e um cilindro.

Horas depois a PM encontrou outro veículo da marca Fiat da mesma forma que o primeiro, ou seja, placa clonada e restrição de roubo.

ASCOM 16º BPM
AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Observador Independente.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Observador Independente pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.

Paginas