SANTO ANTº DE JESUS @ Deputados copa do mundo começam a chegar à cidade. Pelo menos um já cometendo irregularidades eleitorais - Observador Independente

BAHIA

16 de agosto de 2018

SANTO ANTº DE JESUS @ Deputados copa do mundo começam a chegar à cidade. Pelo menos um já cometendo irregularidades eleitorais

Crédito da foto // Redação SAJ    





Todo mundo sabe que é proibido propaganda eleitoral a menos de 500 metros de prédios e órgãos públicos. Só o deputado/candidato SUMIDÃO não sabe? Com a palavra o Ministério Público Eleitoral, se é que existe esse órgão ‘fiscalizador’ na cidade.



Passaram-se já quase quatro anos das eleições que levaram à Assembleia Legislativa da Bahia, a safra de deputados que ai está finalizando o mandato. Destes, muitos estão desistindo das candidaturas, outros resolveram tentar uma vaga na Câmara Federal, e outros, por “brigarem” com o povo, acabaram ficando de fora em 2014 tentando uma nova vaga em 2018. 

Até ai, direito legítimo de qualquer um, já é visível o assédio de candidatos Copa do Mundo aos eleitores em Santo Antônio de Jesus, e em outras cidades da Bahia. 

Nenhuma novidade, e a democracia é exatamente isso, submeter-se à vontade popular e deixar que o povo decida se acredita ou não na proposta de cada um, na sua legitimidade pessoal para pleitear o cargo, e, principalmente, na confiabilidade que o candidato consegue passar para a população. 
Crédito da foto // Redação SAJ    



Santo Antônio de Jesus, amanheceu na manhã desta quinta-feira, 16, repleta de moças jovens e bonitas portando cartazes do deputado estadual Alan Sanches, que em 2014 recebeu a primeira demonstração do eleitor que não acreditava mais na sua proposta, recebendo apenas 60.872, ou seja 0,89% dos votos válidos em toda a Bahia. Passou raspando!

Ao longo dos quatro anos seguintes, o deputado simplesmente SUMIU. Mesmo nas eleições de 2016, era difícil encontrar o parlamentar na campanha do seu aliado maior, o ex-prefeito Humberto Leite. 

Mas ai está as eleições 2018 e o atual deputado e candidato tenta novamente. Mas, sem querer, querendo, já começa mal, pois, dispostas em frente a prédios públicos pelo centro da cidade, sua propaganda eleitoral que começou hoje, chama a atenção pela irregularidade. 

Todo mundo sabe que é proibido propaganda eleitoral a menos de 500 metros de prédios e órgãos públicos. Só o candidato não sabe? Com a palavra o Ministério Público Eleitoral, se é que existe esse órgão 'fiscalizador' na cidade.
AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Observador Independente.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Observador Independente pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.

Paginas