CAMAÇARI @ IFAM promove capacitação de mulheres para criação de Cooperativa de Produção - Observador Independente

BAHIA

15 de septiembre de 2018

CAMAÇARI @ IFAM promove capacitação de mulheres para criação de Cooperativa de Produção

 Crédito da foto : ASCOM / IFAM - Divulgação     




Segundo o idealizador do projeto, com a Cooperativa em funcionamento, cerca de 200 empregos diretos serão gerados nos seis primeiros meses de trabalho. 


Nesta sexta-feira, 14, aconteceu a primeira assembleia para a criação da Cooperativa de Produtoras de Camaçari. 

O encontro que reuniu mais de 50 mulheres trabalhadoras que serão as primeiras a dar o pontapé inicial no projeto, pretende agregar outras 200 mulheres na futura Cooperativa. 

Com isso, a iniciativa visa combater o desemprego crescente especialmente entre as mulheres, gerando renda e ocupação, principalmente para mães solteiras. 

Através do IFAM – Instituto de Gestão, Tecnologia e Saúde da Família, com sede em Camaçari, na Avenida Leste 14, bairro da Nova Vitória, as mulheres participantes da iniciativa receberão treinamento e capacitação adequada à convivência no sistema cooperativista. 

Segundo o idealizador do projeto, o Pr Jailton de Jesus, 
Na foto o idealizador da Cooperativa, Pr Jailton de Jesus (blusa rosa) /  Crédito da foto : ASCOM / IFAM - Divulgação
Com a organização destas mulheres e a capacitação que o IFAM irá ministrar, a ideia inicial é lançar o primeiro empreendimento produtivo já nos primeiros meses de 2019, com o funcionamento de uma unidade de fabricação de tecidos à base de garrafa peti e a confecção de fardamento em geral visando suprir a demanda das empresas do Polo Petroquímico e da região. A equipe do IFAM, presidido por Rogério Ipirapininga, está cuidando da parte administrativa e suporte e treinamento enquanto a estruturação da cooperativa está a cargo de Lene Reis e uma equipe de voluntárias. Creio que logo poderemos estar comemorando a geração de renda e empregos para muita gente, 
afirmou. 

A criação de cooperativas tem sido um importante sinal do aumento do empreendedorismo das mulheres. No Brasil, 52% dos cooperados são mulheres. 

Em uma comparação regional, o Norte conta com 59% de presença de mulheres em suas cooperativas contra 41% de presença de homens, de acordo com dados da Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB). 
 Crédito da foto : ASCOM / IFAM - Divulgação  

Essa relação mostra que as mulheres não só avançaram no mercado de trabalho, como também buscam unir-se em grupos para se desenvolverem juntas. 

As atividades realizadas em cooperativas e em grupos de cooperação e ajuda mútua são mais ajustáveis à rotina das mulheres por muitas razões. Na maioria dos casos, os grupos são formados por mulheres que moram próximas e exercem atividades semelhantes. 

Ao se organizarem em cooperativas, as mulheres aplicam princípios de gestão à sua produção e repartem de maneira igualitária o resultado de seu trabalho. De acordo com a OCB, a presença das mulheres é mais representativa nas cooperativas de crédito, agrícolas e têxteis. 

Em regiões menos desenvolvidas, as cooperativas permitem às mulheres melhorar a qualidade de vida desenvolvendo uma atividade econômica importante que traz retorno para seu entorno. 
A cooperativa está muito associada à família, ao convívio social, aos princípios de igualdade, 
afirma Maurício Alves, gerente do Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo (Sescoop).


Saiba mais sobre os cursos e treinamento ministrados pelo IFAM
AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Observador Independente.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Observador Independente pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.

Paginas