ELEIÇÕES 2018 @ Bolsonaro tem 26%; Ciro e Haddad, 13%, diz Datafolha - Observador Independente

BAHIA

15 de septiembre de 2018

ELEIÇÕES 2018 @ Bolsonaro tem 26%; Ciro e Haddad, 13%, diz Datafolha

Apesar de líder na intenção de votos, candidato do PSL segue como líder na rejeição; índice oscilou de 43% para 44% / Foto : Divulgação / Rede TV




Fora das ruas, depois de sofrer um atentado, o deputado Jair Bolsonara (PSL) segue na liderança da corrida presidencial com 26% dos votos, segundo pesquisa Datafolha, divulgada nesta sexta-feira (14). 

Na semana em que foi oficializado candidato do PT à Presidência, Fernando Haddad viu sua intenção de voto subir de 9% para 13%. Está empatado numericamente com Ciro Gomes (PDT), que manteve a pontuação, e na margem de erro também com Geraldo Alckmin (PSDB), que oscilou de 10% para 9%.

Em curva descendente está Marina Silva (Rede), que caiu de 11% para 8% e hoje tem metade das intenções de votos que tinha quando teve o nome registrado em agosto.

O levantamento foi feito entre quinta (13) e sexta (14) e ouviu 2.820 eleitores em 187 cidades, com uma margem de erro de dois pontos porcentuais para mais ou para menos. A pesquisa foi contratada pela Folha e pela Rede Globo.

Rejeição - Apesar de líder na intenção de votos, Bolsonaro segue como líder na rejeição. O índice oscilou e 43% para 44%. Haddad, por sua vez, teve alta na recusa: passou de 22% para 26%, à frente de Alckmin (25%). Dos principais concorrentes, Marina oscilou de 29% para 30% e Ciro, de 20% para 21%.

Segundo turno - Apesar de manter a alta rejeição, Bolsonaro teve discreta melhora no desempenho de segundo turno. Ele empatou no limite da margem de erro com Alckmin (41% a 37% para o tucano) e empata tecnicamente com Haddad (41% a 40%). Segue atrás de Ciro e Marina.

O nível de confiança do estado é de 95%. O levantamento foi registrado no Tribunal Superior Eleitoral sob o protocolo BR 05596/2018.
AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Observador Independente.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Observador Independente pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.

Paginas