PETROLINA @ DIA NACIONAL DO SURDO # A UPAE/IMIP DE PETROLINA NA LUTA PELA INCLUSÃO - Observador Independente

BAHIA

26 de septiembre de 2018

PETROLINA @ DIA NACIONAL DO SURDO # A UPAE/IMIP DE PETROLINA NA LUTA PELA INCLUSÃO

Crédito da foto : Infonet / Divulgação   




O dia 26.09 é considerado o Dia Nacional do Surdo e o próprio mês de setembro como um todo é chamado de "Setembro Azul" pela comunidade surda. A iniciativa tem como objetivo fazer as pessoas pensarem sobre a necessidade de uma maior inclusão dos deficientes na sociedade e marca a luta por direitos.

A principal pauta das manifestações que acontecem no Brasil, nessa época, gira em torno da educação dos surdos e da criação de Escolas Bilíngues para o ensino da Libras. "A inclusão acontece quando cada um de nós se interessa, procura entender e ser mais compreensivo com tudo e todos que nos são diferentes. E isso nós já fazemos na UPAE", garante a coordenadora geral, Grazziela Franklin.

"Temos cadeiras reservadas e respeitamos a prioridade dos idosos, deficientes e gestantes, de acordo com a Lei Nº 10.048, de 2000. Trabalhamos com uma política de acessibilidade, promovemos um curso de libras para uma de nossas assistentes administrativas e o nosso objetivo agora é ampliar a oferta desse atendimento", informa a gestora.

Todos os dias os surdos enfrentam situações diferentes de exclusão e preconceito, passando despercebidos pelos ouvintes como se fossem invisíveis. E é aí que está a chave da questão: a deficiência não está na surdez, mas em quem se recusa a escutar a voz dos surdos. A deficiência está tudo o que se faz para impedir que as pessoas surdas aprendam, consumam e se divirtam.

"Na UPAE nós estamos trabalhando para quebrar essas barreiras, inclusive contratamos recentemente um profissional deficiente auditivo, e esperamos que os diversos segmentos da sociedade façam o mesmo", finaliza Grazziela.



Anna Monteiro-Hospital Dom Malan Imip

AVISO LEGAL

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Observador Independente.

É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros.
O Observador Independente pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso, conforme regra estipulada em sua Política de Privacidade.
VOCÊ e mais 12 mil pessoas estão recebendo está matéria via whatsapp por que tem algum contato com umas das nossas três redações. Se não quiser mais receber os alertas, por favor, nos informe.

Paginas