SALVADOR @ Em prol do Hospital Martagão Gesteira e Instituto Ação Tri, “Run Guga Run” promove ações sociais; e compensa emissão de CO2 - Observador Independente

BAHIA

6 de septiembre de 2018

SALVADOR @ Em prol do Hospital Martagão Gesteira e Instituto Ação Tri, “Run Guga Run” promove ações sociais; e compensa emissão de CO2

Guga Cruz / Crédito da foto Pipa Comunicação / Divulgação   





O Run Guga Run é o maior encontro de assessorias esportivas do Brasil e foi idealizado por Augusto Cruz, o Guga e Cleber Castro, o evento recebeu a chancela da Prefeitura de Salvador e se tornou o treino oficial da Maratona Salvador. 

Não tem largada, chegada, medalha, ou competição, é apenas um grande encontro dos corredores da cidade. Além de ser gratuito e contribuir na promoção e na interação social pelo esporte, o treino traz em sua essência contrapartidas socioambientais. 

Apesar de gratuito, o evento requer inscrição, e se o atleta preferir comprar uma camisa com a marca do evento ajudará o Projeto Ação Tri. Na compra, o participante estará doando uma camiseta ou uma sunga para o projeto que atende em torno de 70 crianças e adolescentes, promovendo inclusão social pela prática do esporte. 

Outra ação será em favor do Hospital Martagão Gesteira, onde cada participante pode cadastrar seu GPS, nos programas Garmin Conect ou Strava, no site www.correrpelobem.com e cada quilômetro percorrido será revertido em R$ 0,01 para a instituição. 

O meio ambiente também será beneficiado. Serão plantadas árvores em área de recuperação de nascente em propriedades de agricultores familiares, no Baixo Sul da Bahia, pela Organização de Conservação de Terras, para a compensação da emissão do gás carbônico dispendido no evento. 

“Além de celebrar o esporte, nos preocupamos muito em fazer algo em prol do próximo. Ajudar quem precisa e cuidar do meio ambiente é também a nossa obrigação”, conta Augusto Cruz, um dos idealizadores do Run Guga Run.
AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Observador Independente.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Observador Independente pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.

Paginas