SALVADOR @ “Nem Bomba”, suspeito de 150 mortes na Bahia e roubo a carro-forte, é preso - Observador Independente

BAHIA

1 de septiembre de 2018

SALVADOR @ “Nem Bomba”, suspeito de 150 mortes na Bahia e roubo a carro-forte, é preso

"Nem Bomba" e Jaqueline da Silva Carvalho, esposa - Crédito da Foto: divulgação/SSP




Willian Santos Alves, 36 anos, o “Nem Bomba”, foi preso neste sábado (1/9) em Vitória de Santo Antão, Pernambuco. Ele é apontado pela Secretaria da Segurança Pública da Bahia (SSP) como um dos cinco traficantes mais perigosos do estado. O suspeito foi localizado junto com sua esposa, Jaqueline da Silva Carvalho, 24.

A SSP detalha que “Nem Bomba” é autor direto e indireto de pelo menos 150 homicídios ocorridos nos últimos cinco anos em Vitória da Conquista e região, onde a quadrilha da qual ele é líder atua. A polícia diz que o homem, também suspeito de roubos a bancos, foi preso em 2013 e saiu em 2016 para responder em liberdade provisória.

Ainda de acordo com a SSP, desde que ganhou a liberdade, “Nem” permaneceu determinando as ações da facção e se escondendo em outros estados. Em maio deste ano ele roubou R$ 400 mil de um carro-forte, no Shopping Vila Velha, no Espírito Santo, estado onde ele também tinha mandado de prisão em aberto.

O suspeito e sua esposa foram achados durante operação conjunta das polícias baiana, pernambucana e capixaba. O destino do homem definido pelas secretarias da Segurança Pública da Bahia e Espírito Santo.

AVISO LEGAL

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Observador Independente.

É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros.

O Observador Independente pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso, conforme regra estipulada em sua Política de Privacidade.

VOCÊ e mais 12 mil pessoas estão recebendo está matéria via whatsapp por que tem algum contato com umas das nossas três redações. Se não quiser mais receber os alertas, por favor, nos informe.

Paginas