SALVADOR @ Suspeito de torturar e matar policial decide se calar durante apresentação - Observador Independente

BAHIA

27 de septiembre de 2018

SALVADOR @ Suspeito de torturar e matar policial decide se calar durante apresentação

Antônio Caíque Santos Correia, 24 anos, comandava o tráfico de drogas no bairro Nordeste de Amaralina e do homicídio de, pelo menos, 25 pessoas. Foto: Varela Notícias





Foi apresentado, nesta quinta-feira (27), na sede do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), no bairro da Pituba, Antônio Caíque Santos Correia, 24 anos, suspeito de ter assassinato do cabo Gonzaga, em junho desse ano, no bairro de Santa Cruz. Ele também é suspeito matar seguranças em um evento da banda Harmonia do Samba, em Salvador.

Não é apenas por estes homicídios que Caíque suspeito. “Ele tem cinco mandatos de prisão, quatro no trabalho em conjunto e um trabalho nosso. Por crimes que são de homicídio, associação com trafico de drogas e resistência”, disse o delegado titular do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), Odair Carneiro.

Caíque estava sendo procurado desde 2016, até ser capturado em São Paulo, no último dia 6 de setembro, após um trabalho em conjunto das Policiais Civil, Federal e Militar.

O ex-integrante do Baralho do Crime da Secretaria de Segurança Pública (SSP), ele é suspeito de liderar facção Comando do Boqueirão, que é atrelado ao Comando da Paz (CP), que comandava o tráfico de drogas e armas no Nordeste de Amaralina em outros bairros de Salvador. De acordo com o delegado, Caíque é responsável pelo homicídio de, pelo menos, 25 pessoas entre 2016 e 2018.

Apresentado, Caíque não quis falar com os jornalistas presentes.

AVISO LEGAL

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Observador Independente.

É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros.
O Observador Independente pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso, conforme regra estipulada em sua Política de Privacidade.
VOCÊ e mais 12 mil pessoas estão recebendo está matéria via whatsapp por que tem algum contato com umas das nossas três redações. Se não quiser mais receber os alertas, por favor, nos informe.

Paginas