ELEIÇÕES 2018 @ Candidato ao Senado na chapa de Rui Costa (PT) contrata a própria empresa para fazer campanha, diz jornal - Observador Independente

BAHIA

4 de octubre de 2018

ELEIÇÕES 2018 @ Candidato ao Senado na chapa de Rui Costa (PT) contrata a própria empresa para fazer campanha, diz jornal

" O BODE " - Imagem ilustrativa - Crédito da foto / AGROTEC / Reprodução    





Nesta quinta-feira (4/10), o jornal Folha de S. Paulo, parceiro do Linha de Frente na cobertura das eleições 2018, publicou uma reportagem afirmando que o candidato ao Senado e presidente afastado da Assembleia Legislativa da Bahia, Ângelo Coronel (PSD), teria contratado empresa onde ocupa o cargo de diretor-presidente, o Grupo Corel.

A declaração de que utiliza as aeronaves da empresa Jet Gold Serviços Aéreos para as viagens de campanha foi dada por Coronel durante sabatina realizada pelo Linha de Frente, do site Aratu Online, no dia 24 de setembro. Na oportunidade, o candidato afirmou que “o jatinho é alugado e está na prestação de contas, seria impossível percorrer 417 municípios durante 45 dias de campanha só de ônibus”.

Durante a sabatina, porém, Coronel não mencionou o valor gasto com os alugueis do veículo aéreo. Mas de acordo com o site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) , só do pesedista, a Jet Gold recebeu R$ 140.750,00. Segundo publicação da Folha, a empresa recebeu mais R$ 108 mil do também candidato ao Senado pelo Partido dos Trabalhadores (PT), Jaques Wagner, além de R$ 217 mil de Rui Costa (PT), candidato à reeleição.

Detalhamento de aluguel dos jatinhos no site do TSE

Ao site Aratu Online, o advogado e professor de Direito Constitucional da Faculdade Baiana de Direito, Rafael Barreto, explicou que, de forma abstrata, contratar serviço de uma empresa que tenha ligação com algum candidato não necessariamente configura crime eleitoral, mas que, de forma específica, era preciso investigar para saber se houve algum tipo de fraude no processo. “Nenhuma empresa pode ser barrada de prestar um serviço, a questão é como foi feito essa prestação e não necessariamente que fez”.

Coronel argumentou, por meio de nota, que a contratação do jatinho “será paga com o aporte de recursos próprios, conforme prestação de contas oficial que será enviada ao Tribunal Regional Eleitoral”. Porém, de acordo com o TSE, Coronel doou apenas R$ 40 mil, que representa menos da metade do valor total gasto com as aeronaves.




Informações Aratuonline

AVISO LEGAL

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Observador Independente.

É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros.

O Observador Independente pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso, conforme regra estipulada em sua Política de Privacidade.

VOCÊ e mais 12 mil pessoas estão recebendo está matéria via whatsapp por que tem algum contato com umas das nossas três redações. Se não quiser mais receber os alertas, por favor, nos informe.

Paginas