FUTEBOL @ Árbitro de vídeo rouba atenções e Bahia perde para o Atlético-PR pela Sul-Americana - Observador Independente

BAHIA

25 de octubre de 2018

FUTEBOL @ Árbitro de vídeo rouba atenções e Bahia perde para o Atlético-PR pela Sul-Americana

Crédito da foto :: Site E.C. Bahia / Reprodução    





Em mais uma partida de quartas de final, o VAR rouba as atenções. Assim como no confronto contra o Palmeiras, pela Copa do Brasil, o assistente de vídeo foi decisivo. Com dois gols anulados, mesmo com amplo domínio da partida, o Esquadrão perdeu seu primeiro confronto de mata-mata em casa, em 2018.

Como manda a cartilha do mandante, o Bahia ditou o ritmo de jogo desde o apito inicial. A primeira chance de perigo veio logo aos 7 minutos, quando Elton, completando de cabeça um cruzamento de Nino, mandou a bola nas mãos de Santos. 

O Tricolor continuou pressionando e, aos 22 minutos, após bate-rebate na área atleticana, Clayton mandou a bola para o fundo da rede. Após validar o gol no primeiro lance, o árbitro consultou o VAR e, após quase quatro minutos, voltou atrás, anulando o gol, alegando falta de Clayton em Nikão.

A anulação do gol esfriou o Esquadrão, que só voltou a levar perigo ao gol do arqueiro rubro-negro aos 40 minutos. Após bela arrancada, Gregore tirou da marcação e bateu cruzado, mas a bola saiu à esquerda do gol. No fim do primeiro tempo, aos 45, um susto. Pablo cruzou para a entrada da área achando Lucho González que bateu colocado e obrigou Douglas a fazer grande defesa.

O segundo tempo começou de maneira semelhante ao primeiro, com o Bahia pressionando. Ainda antes dos 2 minutos, Nino bateu cruzado e Ramires completou para a meta atleticana. Mais uma vez, o assistente de vídeo entrou em ação e notificou o árbitro da partida, que anulou o gol alegando impedimento do jovem meia. 

Cinco minutos depois, aos 7 minutos, em mais um cruzamento de Nino, Elton cabeceia e Santos defende a bola em cima da linha. Aos 20 minutos, dois lances de perigo. Zé Rafael aparece livre na área e, na tentativa de cortar, o lateral Jonathan quase faz contra. Na cobrança de escanteio,Lucas tenta de cabeça e, mais uma vez, Santos intervém com uma grande defesa.

Aos 21, após balão de Santos, Nikão ganhou de cabeça e a bola sobrou para Pablo que encheu o pé direito para abrir o marcador, sem chances para Douglas. Após o gol sofrido, o Tricolor pressionou buscando o empate, mas com muita transpiração e pouca inspiração não conseguiu levar mais perigo à meta de Santos. Os dois clubes voltam a se enfrentar na próxima quarta-feira (31/10), na Arena da Baixada, em Curitiba.

AVISO LEGAL

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Observador Independente.

É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros.

O Observador Independente pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso, conforme regra estipulada em sua Política de Privacidade.

VOCÊ e mais 12 mil pessoas estão recebendo está matéria via whatsapp por que tem algum contato com umas das nossas três redações. Se não quiser mais receber os alertas, por favor, nos informe.

Paginas