SALVADOR @ Especialistas vão escavar Avenida Sete em busca de riquezas arqueológicas - Observador Independente

BAHIA

26 de octubre de 2018

SALVADOR @ Especialistas vão escavar Avenida Sete em busca de riquezas arqueológicas

Crédito da foto :: Divulgação/Secom/PMS     




Escavações terão até 100 metros de profundidade e vai acontecer entre a Casa D’Itália e a Praça Castro Alves.


Após assinatura da ordem de serviço que autoriza o início das obras de requalificação da Avenida Sete ontem (25), o prefeito ACM Neto anunciou que o local vai passar por um levantamento arqueológico antes da reforma. A área explorada terá aproximadamente 1,2 km de extensão e vai acontecer entre a Casa D’Itália e a Praça Castro Alves.

O plano arqueológico prevê escavações de até 100 metros de profundidade para intervenções no subsolo. Essa é a primeira etapa do projeto e deve durar dois meses. Depois disso, a reforma na área de calçadas, vias, trânsito e paisagismo será iniciada.

O mesmo aconteceu durante as obras na Rua Chile, em 2016, onde foram encontrados pelo menos 3 mil objetos arqueológicos no subsolo. Entre eles, fragmentos de louças dos séculos 17, 18 e 19.

Uma equipe de estudiosos vai delimitar as áreas a serem escavadas. A pesquisa arqueológica será feita pelo próprio Consórcio Nova Avenida Sete, responsável pelas obras e será apresentada ao Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

AVISO LEGAL

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Observador Independente.

É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros.

O Observador Independente pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso, conforme regra estipulada em sua Política de Privacidade.

VOCÊ e mais 12 mil pessoas estão recebendo está matéria via whatsapp por que tem algum contato com umas das nossas três redações. Se não quiser mais receber os alertas, por favor, nos informe.

Paginas