CACHOEIRA @ FEMINICÍDIO # Lavrador que matou mulher a facão é condenado a 16 anos de prisão - Observador Independente

BAHIA

9 de noviembre de 2018

CACHOEIRA @ FEMINICÍDIO # Lavrador que matou mulher a facão é condenado a 16 anos de prisão

Crédito da foto :: Polícia Civil/Divulgação     




O lavrador Bartolomeu Barbosa Vieira Filho foi condenado nesta quinta-feira (8) pelo Tribunal do Júri, na cidade de Cachoeira, a 16 anos de prisão pelo assassinato de Simone Conceição Mota. Ele foi condenado por crime de feminicídio, por motivo torpe e sem possibilitar a defesa da vítima.

Segundo a denúncia oferecida pelo Ministério Público estadual e acatada pelo Júri, o condenado atingiu Simone com “vários golpes de facão”, dentro da casa dela, diante da filha da vítima. O crime ocorreu no dia 30 de maio de 2017 na localidade de Fazenda Bastas, povoado do Tororó, em Cachoeira. A denúncia foi sustentada pelo promotor de Justiça Rodrigo Rubiale e a sentença proferida pelo juiz José Francisco Oliveira de Almeida.

Segundo a denúncia, o lavrador queria manter relações sexuais com a vítima, que o rejeitava. Um mês antes do crime, em abril do ano passado, Bartolomeu Vieira Filho agrediu Simone Mota com um soco e a ameaçou de morte, quando ela acabara de buscar a filha na escola.

A agressão e ameaça ocorreram após a vítima reagir ao assédio do denunciado. Em um encontro posterior, o lavrador voltou a assediar Simone, questionando-lhe se ela havia o denunciado à polícia pela ameça de morte e exigindo dela que retirasse a queixa.

AVISO LEGAL

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Observador Independente.

É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros.

O Observador Independente pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso, conforme regra estipulada em sua Política de Privacidade.

VOCÊ e mais 12 mil pessoas estão recebendo está matéria via whatsapp por que tem algum contato com umas das nossas três redações. Se não quiser mais receber os alertas, por favor, nos informe.

Paginas