CANDEIAS @ Vereador ameaça filho de subsecretário com arma de fogo - Observador Independente

BAHIA

7 de noviembre de 2018

CANDEIAS @ Vereador ameaça filho de subsecretário com arma de fogo

O vereador Arnaldo Araujo responde ainda processo de cassação de mandato na Justiça eleitoral
Crédito da foto :: Reprodução Câmara de Vereadores de Candeias 






Vereador da cidade de Candeias, na Bahia, Arnaldo Araújo (PSDB) ameaçou o filho do subsecretário municipal Adejair Junior com uma arma de fogo após o primeiro turno da eleição deste ano. De acordo com informações recebidas pelo site Metro1 de Salvador, o tucano ficou irritado após seu candidato a deputado estadual, Valdir Cruz, ser derrotado 

Ele chegou chamando por meu nome. Quando o meu filho atendeu a porta, foi recebido por Arnaldo, que portava uma arma. Ele recebeu agressões verbais e se sentiu ameaçado, foi quando me ligou, dizendo que o que havia ocorrido,
afirmou Adejair.

O vereador está sendo investigado pela 20° Delegacia Territorial de Candeias, pelo crime de ameaça. O processo estava sendo conduzido de forma sigilosa, mas foi distribuído à imprensa nesta semana, quando o vereador teve de prestar esclarecimentos sobre o fato na delegacia da cidade.

Apesar de ter protagonizado a ameaça e acusado o subsecretario de praticar boca de urna, o vereador Arnaldo Araujo responde por uma Ação de Investigação Judicial Eleitoral, proposta pelo Ministério Publico Eleitoral, por ter, supostamente, comprado votos quando se elegeu, em 2016. O processo pede a cassação de seu mandato.

A causa tramita na Justiça eleitoral e foi motivada por denúncias de que eleitores receberam R$ 100 para votar no político. À época, a Polícia Federal realizou a Operação Donum, e cerca de 20 policiais da PF cumpriram seis mandados de busca e apreensão na casa e em estabelecimentos comerciais de Júnior.




As informações são do Metro1

AVISO LEGAL

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Observador Independente.

É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros.

O Observador Independente pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso, conforme regra estipulada em sua Política de Privacidade.

VOCÊ e mais 12 mil pessoas estão recebendo está matéria via whatsapp por que tem algum contato com umas das nossas três redações. Se não quiser mais receber os alertas, por favor, nos informe.

Paginas