SALVADOR @ Presa por envolvimento na morte de mãe em Vila Canária diz estar “arrependida” - Observador Independente

BAHIA

10 de noviembre de 2018

SALVADOR @ Presa por envolvimento na morte de mãe em Vila Canária diz estar “arrependida”

Crédito da Foto: Divulgação/ SSP      



Vanilza Coutinho de Souza de Oliveira, de 49 anos, foi presa na noite de sexta-feira (9/11) acusada de envolvimento na morte da mãe, Zenilda Coutinho de Souza, de 78 anos, na noite de quinta-feira (8/11) no bairro de Vila Canária, em Salvador.

Vanilza foi presa horas depois do seu companheiro, Sidinei Santos Coutinho, de 25 anos, apontado pela Polícia como o autor dos golpes de faca que mataram Zenilda. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública (SSP), Vanilza foi encontrada por policiais da 2ª Delegacia de Homicídios (DH/Central), na praia do Canta Galo, no subúrbio ferroviário de Salvador.

Segundo o coordenador da 2a (DH / Central), delegado Guilherme Machado, durante o depoimento, Vanilza Coutinho afirmou que sugestionava a morte da mãe. “Ela afirma ter dado a ideia sim, a Sidinei de matar a sua mãe, e que chegou a sugerir que todo mundo ficaria livre, se um motociclista matasse a idosa em uma suposta saidinha bancária”, explica.

Apesar de confessar ter sugerido a morte da idosa, Vanilza declarou que se arrependeu. “Ela afirma que está arrependida sobre todas as vezes que sugeriu que Sidinei assassinasse Zenilda e argumenta que agiu assim em momentos de raiva. Ela também nega que tenha planejado o crime”, disse Guilherme Machado.

Sobre os itens roubados da idosa, Vanilza disse que viu Sidinei comprar um relógio com o dinheiro obtido com empréstimo contratado via cartão bancário da vítima, mas não sabia ainda que a idosa estava morta. Zenilda foi autuada em flagrante por homicídio e está presa à disposição da Justiça.

AVISO LEGAL

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Observador Independente.

É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros.

O Observador Independente pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso, conforme regra estipulada em sua Política de Privacidade.

VOCÊ e mais 12 mil pessoas estão recebendo está matéria via whatsapp por que tem algum contato com umas das nossas três redações. Se não quiser mais receber os alertas, por favor, nos informe.

Paginas