SANTO ANTº DE JESUS @ Crise leva Ricardo Eletro a fechar loja na cidade - Observador Independente

BAHIA

9 de noviembre de 2018

SANTO ANTº DE JESUS @ Crise leva Ricardo Eletro a fechar loja na cidade

Crédito da foto :: Arquivo Google Street View / Reprodução   





Quando a Ricardo Eletro iniciou suas atividades em 1989, no interior de Minas Gerais, seu fundador, Ricardo Nunes, já sinalizava o caminho a ser percorrido pela rede, com estratégia comercial com foco em preço para o consumidor e ganho de vendas em escala. 

A primeira expansão da Ricardo Eletro fora de Minas Gerais ocorreu em 2002, para o Espírito Santo, onde a empresa é reconhecida como a marca mais lembrada pelos consumidores. 

A rede também manteve fortes investimentos no Nordeste, nos estados da Bahia, Sergipe, Alagoas e Pernambuco. Em 2007 e 2008, a empresa adquiriu 86 lojas da rede Mig, entrando assim no mercado de Goiás, Distrito Federal, interior de São Paulo e Rio de Janeiro. Após a união com a Insinuante em 2010, a Ricardo Eletro expandiu seu DNA agressivo de preços baixos e grandes campanhas de marketing.

Com o agravamento da crise econômica no Brasil a empresa vem sistematicamente reduzindo custos e inclusive investimentos em estrutura, o que segundo apurado, acabou sobrando para 12 funcionários de uma das duas lojas do Grupo instaladas no município.

Segundo informações sobre a loja que está sendo desmontada nesta sexta-feira, 09, na Avenida Ursicino P. de Queiroz, dos 12 funcionários metade será remanejada para a loja da Rua Gorgônio J de Araújo, no centro da cidade. Os demais serão dispensados. 

Consequências da crise. Clientes e pessoas com negócios a serem resolvidos na loja da Rua Ursicino P. de Queiroz devem procurar a loja que permanecerá aberta no centro da cidade para qualquer informação.

AVISO LEGAL

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Observador Independente.

É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros.

O Observador Independente pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso, conforme regra estipulada em sua Política de Privacidade.

VOCÊ e mais 12 mil pessoas estão recebendo está matéria via whatsapp por que tem algum contato com umas das nossas três redações. Se não quiser mais receber os alertas, por favor, nos informe.

Paginas