SÃO JOSÉ DO JACUÍPE @ Estudantes desenvolvem projetos do Novembro Negro - Observador Independente

BAHIA

10 de noviembre de 2018

SÃO JOSÉ DO JACUÍPE @ Estudantes desenvolvem projetos do Novembro Negro

Crédito da foto :: Secretaria de Educação da Bahia / Divulgação     




O projeto “Africanidade e Consciência Negra” chega a sua décima edição.


Dentro das comemorações alusivas ao Novembro Negro, os estudantes do Colégio Estadual Berilo Vilas Boas, localizado no município de São José do Jacuípe, estão desenvolvendo a décima edição do projeto “Africanidade e Consciência Negra”. 

Envolvendo as disciplinas de Filosofia, Sociologia, História e Artes, os 430 alunos do Ensino Médio da unidade escolar realizam atividades para a conscientização e valorização da cultura negra com visita a regiões históricas, produção de vídeos e desfile de beleza negra.

A iniciativa busca motivar o debate e o reconhecimento da identidade dos alunos, de acordo com a diretora Núbia Oliveira. “Já estamos há uma década trabalhando com essas atividades que procuram mostrar aos estudantes as suas raízes. Temos um anexo que fica a 25 km de distância, na comunidade de Itatiaia, que apesar de não possuir um reconhecimento formal, sabemos que, historicamente, é de origem quilombola. Por isso, fizemos um passeio por Cachoeira, percorrendo locais históricos. Os jovens estão produzindo vídeos relacionados ao tema e identidade local para divulgação na escola e nas redes sociais”, relata a gestora, destacando que o desfile “Beleza Negra” acontece na próxima segunda-feira (12).

O estudante André Oliveira, 16 anos, falou sobre a importância do projeto para a sua formação escolar e cidadão. “Essas atividades têm a proposta de trazer o conhecimento das nossas raízes. Tenho participado ativamente das ações, porque acredito que temos que estar empenhados nesta missão de resgatar a nossa história. Isso ajuda a nos reconhecermos e valorizar muito mais a identidade da região”.

A Secretaria da Educação do Estado, de acordo com a coordenadora de Currículo e Desenvolvimento Humano, Jurema Brito, vem desenvolvendo estratégias de fortalecimento às ações e atividades das unidades escolares, em relação ao Novembro Negro. “Entendemos que todas as ações de fortalecimento que promovam discussões e reflexões necessárias para as mudanças de atitude e valores precisam ser desenvolvidas na escola, envolvendo toda a comunidade escolar, para uma mudança paradigmática”.

AVISO LEGAL

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Observador Independente.

É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros.

O Observador Independente pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso, conforme regra estipulada em sua Política de Privacidade.

VOCÊ e mais 12 mil pessoas estão recebendo está matéria via whatsapp por que tem algum contato com umas das nossas três redações. Se não quiser mais receber os alertas, por favor, nos informe.

Paginas