SALVADOR @ Equipes da Semps identificam 15 situações de trabalho infantil no 1ª dia do Festival Virada Salvador - Observador Independente

SALVADOR @ Equipes da Semps identificam 15 situações de trabalho infantil no 1ª dia do Festival Virada Salvador

Compartilhar
Crédito da foto :: Divulgação / Secom-PMSSA  




Equipes da Secretaria Municipal de Promoção Social e Combate à Pobreza (Semps) identificaram 15 situações de violação de direitos infantil no primeiro dia do Festival Virada Salvador. Durante abordagens sociais na Arena Daniela Mercury, na Boca do Rio, os agentes – que combatem o trabalho infantil -, flagram vendedores ambulantes acompanhados de crianças e adolescentes com idade até 17 anos.

Um deles foi de uma mãe que estava vendendo comidas e bebidas do lado externo da festa e estava acompanhada do filho de 11 anos. Após orientação da equipe da Semps, o garoto foi levado para casa pelo pai.
É um trabalho de importância extrema que demonstra a preocupação da atual gestão, não só com a situação do festival, mas com a questão social de dentro e do entorno da festa, que muitas vezes não é levada em consideração pelas pessoas. Então a proposta é identificar a situação de trabalho infantil e de risco social dessas crianças e adolescentes para tutelar o interesse desses vulneráveis, 
afirmou a subsecretária da Semps, Lilian Almeida.

Ao todo, 33 profissionais distribuídos em três equipes por dia atuarão na Arena Daniela Mercury e entorno na campanha de combate ao trabalho infantil “Criança não é Mão de Obra”, e outros 23 profissionais, distribuídos em três equipes por dia, atuarão na abordagem social à população em situação de vulnerabilidade e risco social. As equipes são formadas por assistentes sociais, psicólogos, pedagogos, educadores sociais e pessoal de apoio.

Dica

Segundo a Semps, há uma unidade de acolhimento para filhos de ambulantes e catadores de latinha, situado na Escola Comunitária Luiza Mahin, na Avenida Simon Bolívar, Nº 471.

Post Bottom Ad

VivaABahia