CAMAÇARI @ "Não teve crime. A lei está ao meu lado", diz Caetano sobre inelegibilidade - Observador Independente

CAMAÇARI @ "Não teve crime. A lei está ao meu lado", diz Caetano sobre inelegibilidade

Compartilhar
Crédito da foto :: Adenilson Nunes/BNews


 Por: Fernanda Chagas e Aparecido Silva



O deputado federal Luiz Caetano (PT) corre contra o tempo para reverter a inelegibilidade decretada pelo Tribunal ao Superior Eleitoral (TSE) e aguardar o julgamento do seu recurso no Superior Tribunal Federal (STF).

Caetano se tornou alvo da ação judicial por ter contratado sem licitação a Fhunami para serviços de produção de fardamento e mochilas para estudantes da rede municipal de educação de Camaçari, onde era prefeito. A Fhunami também foi condenada na ação, movida pelo Ministério Público estadual (MP) em 2007.
O bom direito está do meu lado, porque não teve crime, não teve enriquecimento ilícito do gestor. O que eu contratei foi a farda e a mochila sem superfaturamento, pagamos R$ 300 mil, a farda e a mochila foram entregues. No acórdão do STJ, diz taxativamente que não houve enriquecimento ilícito. Essa é a condição sine qua non para você estar, ou não, inelegível. Como não teve enriquecimento, eu não estou inelegível. Recorri no STF e tenho certeza que vou ganhar porque a lei está do meu lado, 
disse o petista em entrevista na manhã desta segunda-feira (7), quando esteve na inauguração do SAC do Detran-BA no Shopping da Bahia, em Salvador.




BNews

Post Bottom Ad

VivaABahia