Com passagem por tráfico de drogas, mulher de jogador do Grêmio é acusada de golpe - Observador Independente

Com passagem por tráfico de drogas, mulher de jogador do Grêmio é acusada de golpe

Compartilhar
Crédito da foto :: Reprodução / Instagram 



Com apenas 20 anos de idade, o meia-atacante Lincoln, atualmente na reserva do Grêmio, já tem seu nome envolvido em um caso de polícia. Isso porque sua esposa Adriana Muller está sendo acusada de aplicar um golpe em uma empresária de Porto Alegre.

Segundo o colunista Léo Dias, do jornal O Dia, Cláudia Piva Antonini afirma que após ter tido seu carro Volkswagen Tiguan destruído em um engavetamento em Porto Alegre, levou o veículo para a oficina de Adriana, em Canoas, por ser mais próximo da residência onde mora. A empresária diz que Adriana cobrou pelo serviço R$ 18 mil. No valor estaria incluso as peças a serem repostas e mão de obra.

No entanto, de acordo com a publicação, a empresária descobriu através da autorizada que vendeu as peças que o valor da compra era de apenas R$ 3 mil. Com a informação, ela procurou Adriana que mostrou uma nota contendo todos os pedidos e valores das supostas peças compradas. Ao perceber que foi vítima de um golpe, Cláudia denunciou Adriana por estelionato.

Ainda de acordo com o colunista, na delegacia foi constatado que ela já tinha passagens pela polícia por tráfico de drogas. A empresária afirma que perdeu em torno de R$ 54 mil, contando o golpe e o que foi gasto de reparo em outras oficinas. Adriana ainda não se pronunciou sobre o assunto.



BNews

Post Bottom Ad

VivaABahia