Governo da Bahia decreta situação de emergência para mais 47 cidades atingidas pelas enchentes - Observador Independente

Acontecendo

Bem-vindo! Hoje é

domingo, dezembro 26, 2021

Governo da Bahia decreta situação de emergência para mais 47 cidades atingidas pelas enchentes



Com a atualização, o estado passa a ter 72 com a medida vigente. Até o momento, Corpo de Bombeiros Militar da Bahia confirmou 18 mortes em decorrência das chuvas.



O governador Rui Costa, assinou neste domingo (26), novo decreto que inclui mais 47 cidades na lista de municípios em situação de emergência em decorrência das chuvas intensas que atingem a Bahia. Até ontem, 25 cidades faziam parte da lista. Com a atualização, o estado passa a ter 72 com a medida vigente.

Até o momento, o Corpo de Bombeiros Militar da Bahia confirmou 18 mortes em decorrência das chuvas.

De acordo com o governo, passam a fazer parte da lista: Anagé, Angical, Arataca, Aurelino Leal, Barra do Choça, Belo Campo, Brejolândia, Caatiba, Caetanos, Camacan, Canavieiras, Coaraci, Cotegipe, Dário Meira, Firmino Alves, Floresta Azul, Gandu, Governador Mangabeira, Ibicaraí, Ibipeba, Igrapiúna, Iguaí, Ipiaú, Itabuna, Itaju do Colônia, Itapé, Itapetinga, Itapitanga, Itaquara, Itororó, Jequié, Jussiape, Lafaiete Coutinho, Manoel Vitorino, Marcionílio Souza, Milagres, Pau Brasil, Poções, Santanópolis, Santa Inês, Sapeaçu, Ubaíra, Ubatã, Uruçuca, Valença, Vitória da Conquista e Wanderley.

Já estavam em situação de emergência as cidades de Alcobaça, Belmonte, Caravelas, Eunápolis, Encruzilhada, Guaratinga, Ibicuí, Ibirapuã, Ilhéus, Itabela, Itagimirim, Itamaraju, Itanhém, Itapebi, Jucuruçu, Lajedão, Macarani, Medeiros Neto, Mucuri, Nova Viçosa, Porto Seguro, Prado, Santa Cruz Cabrália, Teixeira de Freitas e Vereda.

O governo informou que o decreto assinado pelo governador será publicado ainda neste domingo na versão digital do Diário Oficial do Estado e tem validade de 90 dias.

Com a publicação, fica autorizada a mobilização de todos os órgãos estaduais para apoiar as ações de resposta ao desastre, reabilitação do cenário e reconstrução das cidades.



Foto: Divulgação / Governo da Bahia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opínião

-->