Mãe flagra filha de 15 anos sendo abusada pelo padrasto na Bahia e se desespera ao descobrir que crimes aconteciam há oito anos. Será que não sabia mesmo? - Observador Independente

Acontecendo

Bem-vindo! Hoje é

segunda-feira, dezembro 20, 2021

Mãe flagra filha de 15 anos sendo abusada pelo padrasto na Bahia e se desespera ao descobrir que crimes aconteciam há oito anos. Será que não sabia mesmo?



Um homem foi preso em flagrante suspeito de estuprar a enteada, de 15 anos, no bairro de Itinga, em Lauro de Freitas, Região Metropolitana de Salvador. A vítima relatou que Simário Almeida de Araújo cometia o crime há pelo menos sete anos, quando ela ainda era uma criança. O homem foi localizado na madrugada de sábado (18/12).


Foi a mãe da adolescente, de prenome, quem flagrou o caso e acionou policiais militares da 81ª Companhia Independente (CIPM/Itinga). Ela relatou, nesta segunda-feira (20/12), durante o programa Cidade Aratu, da TV Aratu, que percebeu uma movimentação estranha no quarto da filha e resolveu abrir a porta. Lá, Simário praticava o estupro.

A jovem passou por exames no Instituto Médico Legal (IML). O que preocupa a mãe é a possibilidade de falta de provas. "Como é que eu iria esperar aquele ato ridículo, esperar o sêmem dele com a minha filha? Esse exame pode não mostrar essa prova material. Nunca vou conseguir esquecer [do crime]", acrescentou.

HISTÓRICO

Ela lembrou ainda que, aos 11 anos, a filha começou um acompanhamento psicológico, mas profissionais não teriam descoberto o abuso. "É muita coisa que vai ficar feio para minha filha. Eles disseram que ela estava com distúrbio de comportamento. Por dois anos, os psicólogos nunca falaram sobre esse assunto, sendo que já estava acontecendo aqui em casa isso", lamentou.

Três anos mais tarde, quando a jovem já era uma adolescente, a família foi ao Conselho Tutelar e, novamente, Simário escapou. "Fomos atendidos todos. Ele [padrasto] levou várias fotos mostrando como tratava minha filha. A psicóloga disse que tinha 18 anos de profissão e que nunca iria ver que minha filha passava por essa situação. Ela não conseguiu ajudar", resumiu Tatiana.

O caso está sendo investigado pela Polícia Civil. Simário, que já responde na Justiça por um homicídio em Dias D'Ávila, está preso à disposição da Justiça.



‌Acompanhe nossas transmissões ao vivo e conteúdos exclusivos no www.aratuon.com.br/aovivo. Nos mande uma mensagem pelo WhatsApp: (71) 99986-0003.



Foto ::: Reprodução 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opínião

-->