BABÃO ...🏴‍☠️ Em meio a ação do União Brasil no STF, Junior Borges faz afagos a Geraldo Junior: 'Amigo irmão' 🏴‍☠️ - Observador Independente

Acontecendo

Bem-vindo! Hoje é

quarta-feira, abril 20, 2022

BABÃO ...🏴‍☠️ Em meio a ação do União Brasil no STF, Junior Borges faz afagos a Geraldo Junior: 'Amigo irmão' 🏴‍☠️



Filiado ao União Brasil, o presidente da Câmara de Camaçari, vereador Junior Borges, fez afagos ao presidente do Legislativo de Salvador, Geraldo Júnior (MDB) nos últimos dias. Na sexta-feira (15), o edil soteropolitano usou o Instagram para publicar uma imagem "enigmática" e Borges aproveitou a deixa para ressaltar sua amizade com Geraldo ao comentar: "Meu amigo irmão".


Na publicação, Geraldinho, como é conhecido, escreveu: 

"Evoluir te custa caro. Às vezes se vão amigos, se perdem amores e você sofre com a mudança. Mas, no fim, é longe dos excessos que resta o essencial: você se encontra". 

Não fica claro para quem ele direcionou a mensagem, mas o post foi feito semanas após o chefe do Legislativo mudar de lado e aceitar o convite para ser candidato a vice-governador na chapa encabeçada por Jerônimo Rodrigues, do PT.


Há alguns dias, o site Bahia Notícias de Salvador, tenta contato com Junior Borges para entender o posicionamento do político sobre o assunto, já que seu partido foi à Justiça pedir a anulação do pleito que reconduziu Geraldo no comando da CMS. 

Nesta terça-feira (19), novamente procurado pelo Bahia Notícias para comentar a postagem, o vereador Junior Borges, através de sua assessoria apontou que não falaria sobre o tema por ser "um cenário que se resume mais a Salvador".

Não é segredo a boa relação entre os dois. No final do ano passado, em dezembro, Junior Borges recebeu o Título de Cidadão de Salvador, em sessão de autoria de Geraldo Júnior. A entrega da honraria contou com a presença do prefeito Bruno Reis e à época, Geraldo afirmou que o compromisso de Júnior Borges com os interesses coletivos transcende os limites geográficos de Camaçari. "Ele chegou em minha caminhada política de forma inesperada. E hoje o tenho como um grande amigo e parceiro em diversas frentes que atuamos", disse.

Em 2021, outra ação conjunta pautou as ações dos vereadores, na campanha que ambos fizeram pela manutenção do Regime Especial da Indústria Química (REIQ). "Júnior Borges tem um importante papel na luta pela continuidade do REIQ. Em visita a Brasília, conseguimos estender o prazo deste benefício por mais alguns anos, mantendo o alívio fiscal sobre as empresas do setor", pontuou Geraldo.

Com a boa relação, chegou a ser aventada a possibilidade de uma dobradinha entre eles para as eleições de outubro: Borges candidato a deputado estadual, e Geraldo buscaria uma vaga na Câmara dos Deputados.

O clima entre Geraldo Júnior e o União Brasil - e seus filiados - foi acirrado desde o último dia 8 de abril quando a sigla ajuizou uma Ação de Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPF), com pedido cautelar, no Supremo Tribunal Federal (STF) requerendo a anulação da eleição que garantiu o terceiro mandato consecutivo do vereador Geraldo Júnior (MDB) como presidente da Câmara de Salvador (aqui). A análise do pedido está nas mãos do ministro Kassio Nunes Marques.

Na ação, o partido argumenta que a alteração na Lei Orgânica que possibilitou a recondução da Mesa Diretora da Câmara de Vereadores em uma mesma legislatura viola “princípios republicano e do pluralismo político”. Geraldo Jr. (MDB) foi reeleito para o biênio 2023/2024, que se inicia apenas no próximo ano, em eleição convocada no Diário Oficial do Legislativo divulgado pela manhã do dia do pleito. Ele apresentou a única chapa para a eleição (aqui).

A movimentação rendeu comentários das duas partes: Geraldo Júnior chegou a dizer que já esperava a postura do partido, admitiu que não foi pego de surpresa e apontou que sempre fala em "forças ocultas" na atuação política, mas ressaltou que "ingratidão" é uma coisa que não está na sua vida. "Sobre essas questões, já que eles propuseram uma ação na Justiça, vou me reservar a deixar que a Justiça faça o juízo de valor, sabemos que a Câmara desde o momento que eu assumi o papel de presidente, sempre baseamos as decisões no regimento interno da Casa e na Lei Orgânica do Município e acima de tudo na Constituição Federal", disse (veja aqui).

Do outro lado, o prefeito da capital baiana rebateu. Segundo Bruno Reis (UB), sua resposta para as afirmações de Geraldo seria com seu "próprio exemplo". "Se talvez tenha na política da Bahia o melhor exemplo de gratidão e de lealdade, esse nome chama Bruno Reis. Estou ao lado de ACM Neto há mais de 22 anos, tivemos na oposição e estamos ao governo do estado há 16 anos. [...] E nunca houve nenhuma possibilidade de mudança de lado, então qualquer fala referente a gratidão ou ingratidão eu respondo com meu exemplo", declarou o gestor municipal (aqui).




Foto :::: Reprodução

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opínião

-->