Bahia se supera após expulsão e vence o Náutico nos Aflitos - Observador Independente

Acontecendo

Bem-vindo! Hoje é

sábado, abril 16, 2022

Bahia se supera após expulsão e vence o Náutico nos Aflitos





Ulisses Gama /BN


O Bahia venceu mais uma na disputa da Série B. Em um jogo marcado por uma expulsão inusitada e lances truncados, o Esquadrão de Aço superou o Náutico por 1 a 0 na noite desta sexta-feira (15), nos estádio dos Aflitos, em Recife. A bola na rede foi anotada por Douglas Borel, ainda no primeiro tempo.



Com seis pontos, o Tricolor é o líder da competição nacional. Os jogadores comandados por Guto Ferreira voltam a jogar na próxima sexta-feira (22), às 19h, contra o CSA no Rei Pelé, em Maceió.

O JOGO

Gol e expulsão

O Bahia abriu o placar e viveu um misto de emoções. Aos 13 minutos, Douglas Borel finalizou de bico na entrada da área e balançou a rede. Na emoção, o lateral-direito tirou a camisa e foi advertido com o cartão amarelo. Como já tinha um "canário", levou o vermelho.

Com um jogador a mais, o alvirrubro foi pra cima do Esquadrão. Aos 19 minutos, Jean Carlos finalizou de fora da área e obrigou o goleiro Danilo Fernandes a fazer uma grande defesa. Três minutos depois, o Bahia respondeu com Jacaré, que recebeu em velocidade no contra-ataque, avançou e chutou para Perri rebater.

A equipe de Guto Ferreira vinha se segurando ao seu jeito e também tentou incomodar lá na frente. Com 37, após escanteio na área, Rezende cabeceou por cima.

Lance anulado

Antes do fim do primeiro tempo, Marco Antônio recebeu bola em posição legal, marcou o gol, mas o lance já havia sido impugnado pela assistente Leila Naiara Moreira da Cruz, que foi seguida pelo árbitro Rodrigo Raposo. A partida contava com o árbitro de vídeo, que indica o protocolo de aguardar o fim da jogada para revisão.

Segundo tempo

O Náutico tinha mais posse no segundo tempo, mas não causava perigo ao Esquadrão de Aço. A partida ganhou mais atenção por conta dos desentendimentos, cartões amarelos e cera por parte do Tricolor.

Djavan expulso

Aos 26 minutos, Djavan, do Náutico, levou o vermelho após uma entrada dura em Emerson Santos.

Danilo Fernandes salva o Bahia

Com 34 minutos, Jean Carlos cobrou falta com precisão e força, mas Danilo Fernandes fez uma defesa sensacional para evitar o gol do Timbu. Na sequência, após escanteio, Bruno Bispo quase acertou o cabeceio.

Aos 38, Raí avançou em contra-ataque e preferiu tocar em vez de finalizar. Rildo mandou colocada e ela foi pra fora. Aos 46, Jean Carlos mandou uma bomba e Danilo fez mais uma defesa espetacular.

FICHA TÉCNICA

Náutico 0 x 1 Bahia
Campeonato Brasileiro - 2ª rodada
Local: Aflitos, em Recife
Data: 15/04/2022 (sexta-feira)
Horário: 21h30
Árbitro: Rodrigo Batista Raposo (DF)
Assistentes: Lucas Costa Modesto e Leila Naiara Moreira da Cruz (ambos do DF)
VAR: Pathrice Wallace Corrêa Maia (RJ)

Cartões amarelos: Pedro Vitor, Hereda, Kieza (Náutico) / Douglas Borel (2x), Daniel, Rezende (Bahia)

Cartões vermelhos: Douglas Borel (Bahia) / Djavan (Náutico)

Gols: Douglas Borel (Bahia)

Náutico: Lucas Perri; Hereda, Bruno Bispo, Camutanga e Júnior Tavares; Djavan, Rhaldney (Ralph), Eduardo Teixeira (Pedro Vitor) e Jean Carlos; Ewandro (Leandro Carvalho) e Kieza (Léo Passos). Técnico: Dudu Capixaba.

Bahia: Danilo Fernandes; Douglas Borel, Ignácio, Luiz Otávio e Luiz Henrique; Patrick (Ronaldo), Rezende e Daniel (Jonathan/Didi); Raí, Marco Antônio (Rildo) e Vitor Jacaré (Emerson Santos). Técnico: Guto Ferreira.



Foto: Bruno Queiroz / EC Bahia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opínião

-->