Clima piora na estrutura de comunicação de Lula, e chefes já não se cumprimentam - Observador Independente

Acontecendo

Bem-vindo! Hoje é

terça-feira, abril 19, 2022

Clima piora na estrutura de comunicação de Lula, e chefes já não se cumprimentam




O clima entre Franklin Martins, coordenador de redes sociais na pré-campanha de Luiz Inácio Lula da Silva (PT), e o secretário de Comunicação do partido, Jilmar Tatto, desandou de vez. Os dois pararam até de se cumprimentar, quando obrigados a se encontrar.


Martins e Tatto não eram próximos antes de suas posições na pré-campanha e no partido terem feito com que seus caminhos se cruzassem mais recentemente.

A relação não evoluiu harmoniosamente e hoje não há interlocução entre eles para tratar dos rumos da pré-campanha presidencial.

Nas últimas semanas, o slogan das inserções partidárias que Lula protagonizou nas últimas semanas virou alvo de críticas, como mostrou o Painel.

A frase escolhida para encerrar os vídeos de 30 segundos de duração é: “Se a gente quiser, a gente pode”. Internamente, ela vem sendo criticada por alguns dirigentes por ser uma versão menos enfática do mote “Sim, nós podemos”, popularizado pelo ex-presidente americano Barack Obama em sua vitoriosa campanha à Casa Branca, em 2008.

As inserções foram criadas pelo marqueteiro Augusto Fonseca, que venceu uma concorrência interna para cuidar da comunicação da campanha petista.

Por ser o coordenador da área na pré-campanha, Franklin foi visto como um dos responsáveis pelo resultado por parte dos críticos.​


Foto ::: Meramente ilustrativa 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opínião

-->