SAÚDE PÚBLICA NA BA É ASSIM! ⚰️ Pai relata espera de 17 horas para bebê ser atendido no Jorge Valente e hospital minimiza demora⚰️ - Observador Independente

Acontecendo

Bem-vindo! Hoje é

domingo, abril 17, 2022

SAÚDE PÚBLICA NA BA É ASSIM! ⚰️ Pai relata espera de 17 horas para bebê ser atendido no Jorge Valente e hospital minimiza demora⚰️




Hospital informou que enfrenta uma “alta demanda” nos últimos dias, e disse que tempo de espera foi “razoável”.



Um pai que levou o seu filho de um ano e quatro meses ao Hospital Jorge Valente em Salvador, com sintomas de déficit respiratório e tosse, às 23h da última terça-feira (13), teve que esperar mais de 17 horas em uma sala de nebulização – um espaço compartilhado com outras crianças também doentes – até ser encaminhado a um apartamento da unidade.

Segundo o advogado Danilo Pereira, 27, ele ficou desamparado com o seu bebê identificado apenas pelas iniciais J.C.P.P. O pai do paciente relata ter ficado sem receber nenhuma informação ou previsão de transferência do espaço para onde foi encaminhado inicialmente, em condições sanitárias inadequadas. Ele só foi levado a um quarto de enfermaria às 14h30 do dia seguinte, na quarta-feira (14), e ao apartamento por volta das 16h30.

"Passamos pela triagem, que foi bem rápida, e ninguém me falou que [o hospital] estava cheio. Na sala de nebulização, ficamos junto com outras crianças com problemas respiratórios, não sabíamos se era Covid, nada. Não tinha nem lugar para colocá-las, tive que pegar a cadeirinha no carro. Quando procurava saber, só repetiam que não tinha vaga e tinha que esperar ali mesmo. Meu filho ainda foi alocado ao lado de um lixo hospitalar, e levavam comida para a gente ali", relatou.

Procurada, a assessoria do Hospital Jorge Valente confirmou que o bebê precisou aguardar “cerca de 16 horas” para ser atendido, mas argumentou que o hospital enfrenta uma “alta demanda” nos últimos dias. Para a unidade de saúde, o tempo de espera foi “razoável”.

A assessoria ressaltou ainda que a sala de nebulização, onde o filho de Danilo Pereira aguardou inicialmente, possui divisórias entre as poltronas para permitir a separação adequada, comum, em se tratando de salas de medicação.

“Foram cerca de 16h entre o atendimento, diagnóstico, definição da conduta médica pela internação e a internação em acomodação no apartamento, tempo considerado razoável diante do contexto de alta demanda enfrentado nos últimos dias. O HJV, instituição que há 45 anos presta assistência em saúde de qualidade, tem como princípio fundamental o respeito e segurança aos seus pacientes”, 

disse a unidade de saúde, em nota.




Foto: Assessoria/Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opínião

-->