Acusado de assassinar mulher argentina no Rio é encontrado morto em hotel - Observador Independente

Acontecendo

Bem-vindo! Hoje é

sábado, maio 07, 2022

Acusado de assassinar mulher argentina no Rio é encontrado morto em hotel




Ex-marido de Evangelina Mariel estava hospedado no Centro de Guarapari, no litoral do Espírito Santo.


O empresário argentino Diego Luis Hernandez Fusaro, de 49 anos, suspeito de matar a ex-mulher, a também empresária Evangelina Mariel Trotta, de 48, da mesma nacionalidade, com 18 facadas , no dia 22 de abril foi encontrado morto no quarto de um hotel no Centro de Guarapari, no litoral do Espírito Santo. Parentes do estrangeiro estão se deslocando para a cidade.

Funcionários do hotel — onde ele estava hospedado desde 22 de abril — desconfiaram de que algo poderia não estar bem, pois ele não saía mais do quarto. Chamaram então um chaveiro para abrir a porta e encontraram o corpo do empresário já sem vida e com uma perfuração de arma de fogo.

De acordo com o delegado titular da 127ª DP, responsável pelo caso da morte da argentina, a principal linha de investigação é de que o crime tenha sido motivado pela insatisfação do empresário com o término da relação.

Leia também

Testemunhas foram ouvidas na delegacia e imagens de câmeras de segurança da região estavam sendo analisadas pelos agentes para esclarecer a dinâmica do crime.

O crime aconteceu na casa de Evangelina, na Rua Jacob José Luiz, na Praia de João Fernandes, em Búzios, na Região dos Lagos, uma das mais famosas da cidade, pelos funcionários da firma de aluguel de bugres que ela administrava.

De acordo com a Guarda Civil Municipal, homens da corporação foram acionados por volta do meio-dia. Na residência, não havia sinais de arrombamento e vizinhos informaram que o ex-companheiro da vítima, também argentino, foi visto saindo do local em um HB20 branco. Agentes do 25º BPM (Cabo Frio) também foram chamados.

Evangelina Mariel Trotta viva legalmente no Brasil desde 2003 e deixou três filhos adolescentes, de 18, 15 e 13 anos. O caso foi registrado na 127ª DP (Armação de Búzios).



Foto :::: Reprodução 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opínião

-->