Fora de casa, Bahia é derrotado para o lanterna Tombense - Observador Independente

Acontecendo

Bem-vindo! Hoje é

sábado, maio 28, 2022

Fora de casa, Bahia é derrotado para o lanterna Tombense



Tricolor perdeu a oportunidade de reassumir a liderança da Segundona e ainda caiu uma posição na tabela.


Em um jogo no qual não conseguiu dominar seu adversário e impor seu favoritismo e melhor qualidade técnica, o Bahia foi derrotado por 1 a 0 pela Tombense, na noite desta sexta-feira, 27, em Muriaé (MG), em seu terceiro revés no Brasileirão da Série B.

Com o resultado o time se mantém no G-4, com 16 pontos, na 3ª posição, mas pode ver a diferença para o 5º colocado cair de três para apenas um ponto. O Esquadrão, que retorna neste sábado para Salvador, volta a atuar na Série B no próximo sábado, contra o Criciúma, na Arena Fonte Nova.

O jogo

A torcida do Bahia começou a partida curiosa para ver o que seria mais forte em campo: a ausência do suspenso Rezende na frente da zaga ou o retorno de Daniel (após cumprir suspensão) na armação de jogadas. Com um terrível gramado e jornada pouquíssima inspirada por parte dos atacantes do Tricolor, o meia pouco rendeu e o que faltou mesmo para o Esquadrão foi uma melhor capacidade de tirar a bola do adversário e estabilização do setor defensivo.

Nos primeiros minutos a partida foi bem aberta, com os dois times conseguindo chegar ao ataque e finalizar com perigo. Antes dos 5, Davó e Rildo já haviam arriscados bons chutes, assim como Danilo Fernandes fez também boa defesa em um arremate de fora da área.

O duelo era equilibrado e nenhum dos dois times tinha controle do meio-campo. Contudo, a equipe da casa, quando chegava, realizava sempre lances mais agudos, principalmente se aproveitando da frágil marcação do lado direito do Bahia, com Marco Antônio, Patrick e Borel dando muitos espaços.

Sem acertar as saídas de bola e sucumbindo facilmente à marcação adversária, o Tricolor não conseguia chegar ao ataque viu o Tombense dominar nos minutos finais. Ainda assim, foi o Esquadrão quem quase abriu o placar, aos 45, em bom chute de Patrick de fora da área, defendido pelo goleiro Felipe.

Sem mudanças

As duas equipes voltaram sem mudanças para a etapa final e, apesar das orientações nos vestiários, nenhuma alteração aconteceu no panorama da partida. O que surgiu de diferente, foi a surpreendente mudança de alvo no ataque do Tombense, que passou a trabalhar mais pelo lado direito, explorando agora as costas de Luiz Henrique, Rildo e Emerson Santos.

E foi por ali que o time mineiro acabou abrindo o placar, aos 11 minutos. Numa ótima tabelinha com David, Renatinho invadiu a área e aproveitou a falta de cobertura da defesa tricolor para chutar forte, no contrapé de Danilo Fernandes. O lance aconteceu justamente no momento que Guto Ferreira havia feito as primeiras mudanças no Bahia, com as entradas de Lucas Mugni e Jacaré nas vagas de Emerson Santos e Marco Antônio (que havia tomado o terceiro cartão amarelo na Série B e está suspenso para o duelo com o Criciúma).

As alterações até melhoraram o poder ofensivo e criatividade do Esquadrão, mas o time não conseguia acertar sequer um chute na meta adversária. Somente mesmo nos minutos finais, depois que o jovem Everton (entrou muito bem) e Gregory já estavam em campo, Jacaré caprichou na pontaria e só não marcou um golaço de cobertura porque o goleiro Felipe, com as pontas dos dedos, espalmou para escanteio o arremate de fora da área, aos 38.

Aos 45, Everton, em jogada individual, também esteve perto de empatar o jogo, mas demorou para chutar e foi bloqueado, na última boa chance do Tricolor, que amargou sua 3ª derrota no torneio.

FICHA TÉCNICA:

Tombense 1 x 0 Bahia - 9ª rodada do Brasileirão da Série B
Local: estádio Soares de Azevedo, em Muriaé
Árbitro: Rafael Traci (SC)
Assistentes: Éder Alexandre e Gizeli Casaril (ambos de SC)
Cartões amarelos: Ednei e Italo Henrique (Tombense); Marco Antônio, Rildo e Djalma (Bahia)
Gols: Renatinho (Tombense)

Tombense - Felipe Garcia; David (Diego Ferreira), Ednei, Roger Carvalho e Manoel; Rodrigo, Zé Ricardo e Jean Lucas (Italo Henrique); Everton Galdino (Mingotti), Keké e Renatinho (Kleiton). Técnico: Bruno Pivetti.

Bahia - Danilo Fernandes; Douglas Borel, Ignácio, Luiz Otávio e Luiz Henrique (Djalma); Emerson Santos (Mugni), Patrick (Gregory) e Daniel; Rildo, Marco Antônio (Jacaré) e Matheus Davó (Everton). Técnico: Guto Ferreira.



Foto: Rafael Machaddo | EC Bahia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opínião

-->