Em frente à prefeitura de Salvador, BANDO do MSTS protestam para não deixar prédio no bairro Costa Azul - Observador Independente

Acontecendo

Bem-vindo! Hoje é

terça-feira, junho 14, 2022

Em frente à prefeitura de Salvador, BANDO do MSTS protestam para não deixar prédio no bairro Costa Azul


"Cada um tem seu apartamento, cada um tem sua tarefa". É assim que Valdeci Sobral, 51 anos, descreve a ocupação do prédio Atlantic Beach, no bairro do Costa Azul, em Salvador. "O pessoal é unido. E tem que ter união, porque se não tiver, nada vai para a frente", ela diz, segurando uma bandeira do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST).


Valdeci faz parte das 72 famílias que ocupam o prédio há quase sete anos. Quando eles chegaram lá, o local já estava abandonado há cerca de 15 anos. Antes, ela morava com a mãe. "Sonho em ter a minha casa. Depois que a gente está adulta não pode mais ficar na saia de mãe e de pai", conta a diarista, que perdeu o emprego durante a pandemia e se mantém com o auxílio do governo.

Mesmo embaixo de chuva, Valdeci foi até a Praça Municipal, em frente à prefeitura, pedir para não ser despejada. Ela e as outras famílias correm o risco de sair da ocupação a qualquer momento por causa de um pedido de reintegração de posse. Seu Ubirajara Matos, 78 anos, também participou do protesto. "Se não fosse essa ocupação, eu estava na rua", desabafou.

Para não perderem o teto, as famílias pedem que a prefeitura possa garantir o direito delas de permanecer no local. "Essa incorporadora que está entrando na justiça não tem nada a ver com a construtora que era responsável no passado", explica Jones Bastos, fundador do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST). Ele afirma que essa é a quarta vez que a empresa entra com processo de reintegração de posse. Das outras três vezes o MTST, junto com a Defensoria Pública, conseguiu derrubar o pedido e permanecer no local. "Eles estão se aproveitando de não ter saneamento para tirar a gente. Ao invés de consertar, eles querem nos tirar", critica.

Acompanhe nossas transmissões ao vivo no www.aratuon.com.br/aovivo. Nos siga no Instagram, Facebook e Twitter. Quer mandar uma denúncia ou sugestão de pauta, mande WhatsApp para (71) 99940 - 7440. Nos insira nos seus grupos!



Credito da foto:Lorena Dias/TV Aratu

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opínião

-->