Hospital de Ilhéus cria comitê multiprofissional de prevenção à varíola dos Macacos; Brasil tem 8 casos suspeitos - Observador Independente

Acontecendo

Bem-vindo! Hoje é

quarta-feira, junho 08, 2022

Hospital de Ilhéus cria comitê multiprofissional de prevenção à varíola dos Macacos; Brasil tem 8 casos suspeitos




Dos nove casos suspeitos de varíola dos macacos (monkeypox) no Brasil, um já foi descartado, no Ceará. Os outros suspeitos, cinco são do sexo masculino e três do feminino. Há dois casos sob monitoramento em hospitais, conforme informado pela Sala de Situação da Monkeypox, do Ministério da Saúde.


De acordo com informações da Agência Brasil, dos oito casos suspeitos, cinco têm até 28 anos de idade. Os cinco do sexo masculino tem idades entre 15 e 51 anos; e os do sexo feminino, idades entre 25 e 27 anos.

Por isso, diante do risco da confirmação de casos da Varíola do Macaco no país, o Hospital Regional Costa do Cacau (HRCC), em Ilhéus, criou, na semana passada, um comitê multiprofissional para a elaboração do plano de contingência na prevenção do Monkeypox vírus, com o objetivo de evitar a possível propagação da doença no ambiente hospitalar.

SINTOMAS

De acordo com a enfermeira Ana Paula Lavigne, o Monkeypox é um vírus transmitido aos seres humanos a partir de animais, com sintomas semelhantes aos observados no passado em pacientes com varíola, porém com uma menor gravidade endêmica nos países da África Ocidental e Central.

"Os sintomas da doença são relativamente leves em muitos casos com aparecimento de bolha ou ferimento na pele, o que conhecemos como erupção cutânea localizada e linfadenopatia, doença que afeta os nódulos linfáticos, provocando inchaços", disse.

A enfermeira ainda alerta: "É necessária a procura pelo atendimento médico e ficar atento, pois essa doença é transmitida principalmente por meio de contato direto ou indireto com sangue, fluidos corporais, lesões de pele ou mucosa de animais infectados. A transmissão secundária, ou seja, de pessoa a pessoa, pode ocorrer por contato próximo com secreções respiratórias infectadas, lesões de pele de uma pessoa infectada ou com objetos e superfícies contaminados. Deve-se evitar contato e manter a higienização adequada".

Até o momento, segundo as autoridades brasileiras, existe aumento de casos confirmados em pelo menos 31 países. O número está em 1.077 casos, sendo a maior parte em países onde a doença é endêmica, localizados no continente africano.

Acompanhe nossas transmissões ao vivo no www.aratuon.com.br/aovivo. Nos siga no Instagram, Facebook e Twitter. Quer mandar uma denúncia ou sugestão de pauta, mande WhatsApp para (71) 99940 - 7440. Nos insira nos seus grupos!



Foto ::: Reprodução

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opínião

-->