Mulher que encaminhava meninas para serem estupradas por falso líder religioso é presa na Bahia; mais de 30 foram abusadas - Observador Independente

Acontecendo

Bem-vindo! Hoje é

quarta-feira, junho 29, 2022

Mulher que encaminhava meninas para serem estupradas por falso líder religioso é presa na Bahia; mais de 30 foram abusadas


Uma mulher suspeita de ajudar o falso líder religioso que estuprou ao menos 30 adolescentes de 12 a 18 anos no município de Barra, a 675 km de Salvador, teve o mandado de prisão cumprido na terça-feira (28/6). Segundo as investigações, ele usava da fé alheia, utilizando nomes de entidades para realização dos abusos sexuais nas vítimas.


“Durante as investigações, ficou evidente a participação dela no crime. Ela era responsável por receber as meninas e as encaminhava para os quartos. Ela que informava que, quando o homem tocasse os instrumentos, elas teriam que tirar as roupas”, 

disse o titular da Delegacia Territorial de Barra, Jenivaldo Rodrigues.

Ainda de acordo com o delegado, para manter as meninas presas à rotina, o suposto líder espiritual dizia que realizava esses trabalhos para que elas evoluíssem espiritualmente. O homem, que não teve a identidade revelada, foi preso em maio deste ano e segue custodiado à disposição da Justiça no sistema prisional de Barreiras.

Já a mulher segue custodiada em Barra, no aguardo da audiência de custódia. “Ela responderá como coautora dos crimes de abuso sexual mediante fraude e estupro”, explicou o delegado.



Acompanhe nossas transmissões ao vivo no www.aratuon.com.br/aovivo. Nos siga no Instagram, Facebook e Twitter. Quer mandar uma denúncia ou sugestão de pauta, mande WhatsApp para (71) 99940 - 7440. Nos insira nos seus grupos!



Credito da foto:Vivian Alecy/Aratu On

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opínião

-->