Homem que estuprou filha por três anos e a deixou grávida aos 14 é preso; adolescente sofria ameaças - Observador Independente

Acontecendo

Bem-vindo! Hoje é

quinta-feira, julho 07, 2022

Homem que estuprou filha por três anos e a deixou grávida aos 14 é preso; adolescente sofria ameaças


Um homem acusado de estuprar e engravidar a filha de 14 anos na Bahia teve o mandado de prisão cumprido, na quarta-feira (6/7), na cidade de Jordânia, em Minas Gerais. 


Os abusos aconteceram quando a vítima tinha entre 11 e 14 anos, na cidade baiana de Maiquinique, no sudoeste do estado, a 633 km de Salvador, e foram investigados na cidade vizinha, Macarani.

De acordo com o responsável pela Delegacia Territorial (DT) de Macarani, Irineu Alves de Andrade, o homem de 44 anos, foi indiciado pelo Ministério Público (MP-BA) por estupro de vulnerável. "O crime veio à tona no mês de março, após familiares da adolescente, que vinha sendo abusada desde os 11, constatarem que ela estava grávida", explicou.

A menina era ameaçada de morte pelo pai para não contar sobre os abusos. "O suspeito ficou com a guarda da filha, na época com cinco anos - quando se separou da mãe dela -, passando, desde então, a morar com a vítima em fazendas da região que faz divisa entre os estados da Bahia e Minas Gerais", acrescentou.

OUTROS CASOS

Também em Maiquinique, um homem, de 18 anos, foi preso por violência doméstica. Neste caso, ele é suspeito de crimes de ameaça contra a companheira e descumprimento de medida protetiva de urgência.

O jovem foi detido pela 21ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin) de Itapetinga. Ainda na quarta-feira (6/7), a equipe cumpriu também um mandado de recaptura.

O criminoso, de 26 anos, estava foragido do presídio de Vitória da Conquista, onde cumpria pena por roubo e porte ilegal de arma de fogo. "Ele foi flagrado por policiais militares ameaçando de morte a companheira", salientou o coordenador regional, Antônio Roberto Gomes da Silva Júnior.

Acompanhe nossas transmissões ao vivo no www.aratuon.com.br/aovivo. Nos siga no Instagram, Facebook e Twitter. Quer mandar uma denúncia ou sugestão de pauta, mande WhatsApp para (71) 99940 - 7440. Nos insira nos seus grupos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opínião

-->