Após pandemia, AVC e infarto voltam a liderar causa de mortes, diz estudo - Observador Independente

Acontecendo

Bem-vindo! Hoje é

sábado, agosto 06, 2022

Após pandemia, AVC e infarto voltam a liderar causa de mortes, diz estudo



Registro é dos seis primeiros meses de 2022. Dor de cabeça é um dos sintomas de AVC. 



O Portal da Transparência dos Cartórios de Registro Civil do Brasil apontou que a Covid-19 não lidera mais o ranking de mortes por doença no país. O registro é dos seis primeiros meses do ano e os dados revelam que outras doenças voltaram ao topo da lista. Neste período, 6.038 pessoas morreram por AVC e outras 52.426, por infarto. A covid foi a causa de 48.763 mortes.

“A nossa população ainda não aderiu ao controle dos fatores de risco que estão implicados diretamente na causa dessa doença. A falta de acesso a uma saúde de qualidade e a má aderência ao tratamento proposto ainda são problemas reais”, disse o coordenador do departamento de neurologia do Hospital Mater Dei Salvador, Ricardo Alvim.

Apesar da histórica presença no topo da lista, após esse período de alta do coronavírus, a própria covid-19 se tornou um fator de risco para doenças como AVC e infarto. “A covid proporciona um efeito pró trombótico. Em alguns casos, apresenta a inflamação do coração, denominada miocardite, que pode evoluir para uma insuficência cardíaca”, explica Nivaldo Filgueiras, coordenador do departamento de cardiologia do Hospital Mater Dei Salvador.

O neurologista Ricardo Alvim também aponta a relação entre a Covid-19 e o AVC. “A infecção pela Covid-19 demonstrou um maior risco de o paciente apresentar um acidente vascular cerebral isquêmico pelo mecanismo trombótico dessa doença”, destaca.

Diante dos dados e o histórico das doenças, os especialistas apontam a importância da prevenção e cuidados com a saúde através da adoção de bons hábitos ao longo da vida.



Foto: Marcos Santos | USP

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opínião

-->